Você está em: Home NACIONAL Em mensagem de Natal, papa pede paz para Jerusalém


Francisco defende solução de dois Estados para israelenses e palestinos. Pontífice chama atenção para sofrimento de crianças em todo o mundo, assim como para tensões na Venezuela e na Península Coreana.Em sua tradicional mensagem de Natal, o papa Francisco defendeu nesta segunda-feira (25/12) uma solução de dois Estados para o conflito israelo-palestino, após o presidente dos EUA, Donald Trump, elevar as tensões na região ao reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

"Oremos para que a vontade de retomar o diálogo prevaleça entre as partes e para que uma solução negociada possa finalmente ser alcançada, uma solução que permita a coexistência pacífica entre dois Estados com fronteiras mutualmente acordadas e internacionalmente reconhecidas", disse o pontífice na varanda Basílica de São Pedro, antes da bênção solene Urbi et Orbi.

Leia também: O que está por trás da decisão de Trump sobre Jerusalém?

"As crianças do Oriente Médio continuam sofrendo com o aumento das tensões entre israelenses e palestinos", disse Francisco, que dedicou sua mensagem natalina ao sofrimento de crianças mundo afora. Diante de milhares de pessoas, o papa pediu a "paz para Jerusalém e para toda a Terra Santa".

"Que o Senhor também sustente os esforços de todos os membros da comunidade internacional que, movidos pela boa vontade, desejam ajudar essa terra martirizada a encontrar, apesar dos obstáculos, a harmonia, a justiça e a segurança pelas quais anseiam há tanto tempo", pediu.

Essa foi a segunda vez que Francisco falou publicamente sobre Jerusalém desde a decisão de Trump, em 6 de dezembro, de transferir a embaixada americana de Tel Aviv para Jerusalém. No mesmo dia do anúncio do presidente dos EUA, o papa pediu que o status quo da cidade disputada fosse respeitado para que novas tensões no Oriente Médio não inflamassem mais conflitos mundiais.

O status de Jerusalém é uma das questões centrais no conflito entre israelenses e palestinos. Israel considera a Cidade Sagrada a sua capital "eterna e indivisível", enquanto os palestinos defendem que a porção leste de Jerusalém deve ser a capital de seu almejado Estado.

O Povo
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire