Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 14 de fevereiro de 2019

Corpos foram encontrados em estado de decomposição nesta terça-feira (12), em São Carlos (SP), e homem confessou. Filha do casal de 8 anos estava dormindo no momento dos crimes.

Mãe e filha foram assassinadas em São Carlos — Foto: Reprodução/Facebook
O pedreiro Renato Bafura do Carmo, preso nesta terça-feira (12) suspeito de assassinar a esposa e a enteada a facadas, voltou à casa após cometer o crime para dar comida ao cachorro e pegar roupas, segundo informações da Polícia Militar.

A suspeita é que ele tenha cometido o crime por ciúmes e uma suposta traição da mulher, mas a Polícia Civil ainda investiga o caso. Ele vai responder por duplo feminicídio.
Procurada pelo G1, a defesa do suspeito não quis se pronunciar sobre o ocorrido.
Mãe e filha são assassinadas e corpos encontrados uma semana depois em São Carlos
Suspeito voltou ao local do crime

De acordo com o sargento da PM Jenuy Carlos da Fonseca, que atendeu a ocorrência, o suspeito de matar Mariza Barreto Borges, de 40 anos, e Larissa Cristina Ernesto Borges, de 18, teria retornado ao local do crime durante a semana toda para dar ração ao cão. Elas teriam sido mortas na noite de segunda (4) para terça (5).

“Ele voltava para alimentar o animal que tem lá no quintal, porém a ração fica no quintal. Então, segundo a versão dele, ele adentrou apenas uma vez para retirar as roupas dele e da filha”, contou.
Mariza era funcionária de uma farmácia e as colegas sentiram a falta dela. Elas mandaram uma mensagem no Facebook e receberam a resposta que ela estaria de atestado médico até sexta-feira, porque teria passado mal.

A suspeita é que alguém tenha respondido no lugar dela, mas isso ainda não foi confirmado pela polícia.
Filha de 8 anos
O casal tinha ainda uma filha de 8 anos, que estava dormindo quando o crime aconteceu. Segundo Fonseca, a mãe do suspeito contou que, na terça-feira (5), Carmo teria levado a filha até sua casa, dizendo que havia discutido com a sua esposa e queria separar.

“Ele pediu para a mãe cuidar da filha do casal. Segundo a mãe, ela não sabia de nada. Somente hoje, na parte da manhã, ele confessou o duplo homicídio”, disse.

Ciúmes pode ter motivado crime
Em conversa com a Polícia Militar, a mãe de Carmo contou que o filho havia matado Mariza Barreto Borges, de 40 anos, e Larissa Cristina Ernesto Borges, de 18, por ciúmes da esposa. Ele também alegou à polícia que agiu após uma suposta traição dela.
Usuário de drogas


O suspeito foi localizado e detido em uma área com grande índice de tráfico no Jardim Gonzaga, após a denúncia da mãe de que Carmo era usuário de entorpecentes.

Ao avistar a viatura, o pedreiro tentou fugir, mas não conseguiu. “No momento da detenção ele disse que havia matado a esposa e enteada e não se lembrava de que forma. Na madrugada da terça-feira, por volta das 5h, ele se viu com a faca na mão e o corpo todo ensanguentado e encontrou os corpos. Ele arrastou o corpo da enteada para o banheiro e trancou. Retirou as folhas da agenda da esposa com senha de banco e sacou quantias para manter a filha de 8 anos com a avó”, contou o sargento.

Carmo teria confessado ainda que arrastou o corpo da enteada para o banheiro, trancou a porta, retirou as folhas da agenda da esposa com as senhas do banco e sacou o dinheiro para manter a filha de 7 anos com a avó.





G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire