Você está em: Home NACIONAL Suspeito de matar irmã fez post horas antes: 'Vou queimar no inferno'


O açougueiro Pedro Miranda, de 19 anos, que foi preso suspeito de esfaquear e matar a irmã, Vitoria Miranda Costa, de 22, ameaçou, na internet, matar os fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus poucas horas antes do crime. Em depoimento à polícia, ele confessou o assassinato, não demonstrou arrependimento e acusou a vítima de estar com uma faca. 

A execução ocorreu na casa da família, na Avenida Atlântica, em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Vitória teve o rosto desfigurado e foi golpeada a facadas nos ombros, embaixo do braço e nos seios. Ela foi surpreendida enquanto carregava o pai de ambos, de 66 anos, que é cadeirante e não conseguiu ajudá-la.

 
 
"Bando de lixo filho da [...]. Se pudesse, matava toda a Igreja Universal. [Pastor] Valdomiro, todos esses... Vou queimar muito tempo no inferno", escreveu Pedro, ao compartilhar uma publicação em uma rede social, menos de seis horas antes de esfaquear a irmã. Segundo a polícia, o rapaz estava embriagado quando fez a postagem e, pouco depois, foi matar a vítima. 

"Ele tinha ingerido bebida alcoólica. Ele assumiu que matou, sim, mas afirmou que a irmã era quem estava com a faca. A versão contradiz o que o pai deles disse, em depoimento. Não demonstrou qualquer arrependimento. Está, na verdade, se sentindo um ídolo, um ícone", afirmou o delegado Ruy de Mattos. 

Pedro foi identificado por policiais militares de folga em Itariri, na região do Vale do Ribeira. Após o crime, ele passou na casa da ex-namorada, cujo término do relacionamento ele atribui à irmã, também para atacá-la. "É um rapaz problemático. Ficou demonstrado pelas testemunhas que ele queria matá-la". 

O açougueiro não encontrou a ex, de 17 anos, e fugiu de moto para a casa de um conhecido, em São Vicente. Como estava embriagado, se envolveu em um acidente e o veículo ficou destruído. Foi de ônibus até Peruíbe, ainda na Baixada Santista, e depois seguiu a pé até a cidade onde foi localizado pelos policiais. 

"Ele alegou, por fim, que toda essa encrenca envolvia a irmã com a mulher dele. Controvérsias e xingamentos mútuos, e acabou perdendo a cabeça", afirmou o delegado. Pedro teve a prisão preventiva, por tempo indeterminado, decretada pela Justiça. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória da região.  

G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire