Você está em: Home NACIONAL 60 meninas foram assassinadas em 2017 no Ceará


Casos de crimes violentos contra a mulher vêm aumentando no Ceará. Em 2017, foram 349 mulheres assassinadas, de acordo com os dados do site da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Os relatórios de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) mostram que mulheres têm sido alvo de homicídios e latrocínios em todo o Estado. Entre elas, crianças e adolescentes também aparecem nas estatísticas. Pelo menos 60 meninas foram mortas no ano passado. Os dados vão de janeiro até o dia 23 de dezembro.

Apesar de crianças e adolescentes do sexo masculino serem as principais vítimas de homicídios, a alta taxa de garotas assassinadas preocupa. Segundo a pesquisadora do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) da UFC, Celina Galvão Lima, mulheres não são mais coadjuvantes no crime. Por chegarem à “linha de frente”, meninas estão morrendo mais. “Adolescentes são mais vulneráveis e meninas mais ainda, devido às questões de gênero”.
 

A pesquisadora destaca ainda a situação do presídio feminino Auri Moura Costa. De acordo com ela, a população carcerária cresceu muito nos últimos anos, chegando à superlotação. Apesar dos dados da SSPDS não especificar crimes como feminicídio, Celina acredita que muitos dos homicídios contra esse número de meninas tenha sido por questões de crime de ódio. 


O Povo
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire