Você está em: Home NACIONAL Alimentos puxam desaceleração do IPCA; veja maiores altas e baixas em 2017


Os alimentos foram os itens que tiveram a menor variação de preços em 2017 e puxaram a forte desacelaração da inflação oficial do país, que fechou o ano passado em 2,95%, abaixo do piso da meta fixada pelo governo, de 3%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a primeira vez que isso acontece desde que o regime de metas foi implantado no país, em 1999. 

Os preços de alimentação e bebidas são os que têm o maior peso no cálculo do índice. Com o aumento de 30% da safra, os alimentos ficaram 1,87% mais baratos e impediram que a inflação avançasse ainda mais, segundo o IBGE. 

Por outro lado, entre os destaques de alta estão o gás de botijão (3ª maior alta no ano), plano de saúde, creche, taxa de água e esgoto, ensino médio, taxa de luz e gasolina. 

Dentro dos grupos com maior peso no IPCA, além dos alimentos, houve baixa em artigos de residência. Já entre os que tiveram alta estão transportes, habitação e combustíveis. 

Veja abaixo a lista de itens com maiores altas e baixas na inflação acumulada de 2017 e a variação dos 20 grupos com maior peso dentro do IPCA:

Maiores baixas no ano:

  1. Feijão-carioca (rajado): -46,06%
  2. Feijão-mulatinho: -44,62%
  3. Inhame: -41,82%
  4. Mandioquinha (batata-baroa): -37,37%
  5. Feijão-preto: -36,09%
  6. Feijão-macassar (fradinho): -32,42%
  7. Banana-d'água: -26,39%
  8. Maçã: -23,26%
  9. Pimentão: -22,94%
  10. Alho: -22,50%
  11. Açúcar cristal: -22,32%
  12. Tangerina: -20,08%
  13. Banana-prata: -19,5%
  14. Açúcar refinado: -18,21%
  15. Mandioca (aipim): -17,3%
  16. Abóbora: -17,27%
  17. Banana-da-terra: -17,27%
  18. Leite condensado: -15,54%
  19. Mamão:-15,37%
  20. Peixe-peroá:-14,83%

G1
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire