Você está em: Home NACIONAL Uber admite serviço mais caro, após regulamentação ser aprovada pela Câmara


O projeto de regulamentação do transporte individual de passageiros por meio de aplicativos, como Uber, 99Pop e táxi amigo, foi aprovado na Câmara Municipal de Fortaleza com 30 votos favoráveis e apenas um contra. O texto estabelece normas para o funcionamento do serviço na Capital, entre elas a fixação de 2% de tributação sobre cada viagem e a restrição de idade mínima de cinco anos dos veículos. A principal empresa em funcionamento em Fortaleza diz que essas duas medidas devem encarecer o serviço.A crítica da Uber está mais concentrada na idade mínima exigida à frota. 

A empresa diz que, se começasse a valer hoje, a regra afetaria 10 mil motoristas do aplicativo e prevê aumento de até 80% no valor cobrado pelos usuário pelas viagens, além de dobrar o tempo médio de espera.Em nota divulgada ontem, a empresa admitiu que alguns recuos da base do Governo tornaram o processo de cadastramento dos motoristas menos burocrático, mas fez críticas à regulamentação. “O limite de idade veicular de 5 anos e o preço público que equivale ao dobro cobrado em cidades como Rio de Janeiro e Vitória, vão na contramão do que vem sendo estabelecido como regra nas demais grandes cidades brasileiras”, disse.

 
A assessoria de comunicação da empresa prevê impacto no valor da corrida em decorrência da tributação, mas informou que o aplicativo ainda vai avaliar em quanto. “A cidade desperdiça a chance de usar a tecnologia para o bem das pessoas que mais precisam e vai ceifar oportunidades de geração de renda”, disse em nota.

Aprovada em duas discussões na Câmara Municipal, ontem, a matéria passou por acordo costurado entre base e oposição na última sexta-feira, 11. Em tentativa de esvaziar as polêmicas e garantir a aprovação da matéria, a base recuou de algumas exigências como a necessidade de apresentação de carteira padrão da Etufor e a exigência de certidão negativa da Receita Federal.

Das 55 emendas apresentadas para o projeto, 49 foram retiradas e apenas 6 emendas foram levadas à votação. Estas eram de autoria da Comissão de Legislação, Meio Ambiente e Transporte e já estavam consensuadas entre os vereadores. 

“Nós encontramos um meio termo. Nem oposição nem Governo saem derrotados nessa matéria. Quem ganha é a cidade”, disse o líder do prefeito na Casa, vereador Ésio Feitosa (PPL). O parlamentar diz que o Governo encara com “naturalidade” as mudanças acordadas e que manteve o que considerava fundamental. 

A regulamentação foi considera uma “vitória” pelo vereador Soldado Noélio (Pros), que compõe a oposição. “A gente tinha duas opções: ou perder tudo ou negociar com a base. Apresentamos as condições para os trabalhadores e procuramos o meio termo. O principal ator para a viabilidade do consenso foi o trabalhador”, disse.

O presidente da Associação dos Motoristas Privados Individuais de Passageiros (Ampip), Antônio Evangelista, fez ressalvas ao texto aprovado, mas disse que a categoria entende como uma vitória também. “Foram atendidas muitas reivindicações nossas. Estamos comemorando, mas sabemos que futuramente vamos para uma luta. Queremos tentar reverter o tempo mínimo dos veículos”, disse.

CÂMARA
UM DIA DE AGITAÇÃO
TENSÃO  

A votação foi acompanhada, também, por representantes de motoristas de aplicativos e taxistas. Alocados nas galerias da Câmara, protestaram contra a aprovação. Houve xingamentos a vereadores e batidas nos vidros.MAIS VAGASTambém foi aprovado em duas discussões o projeto que dispõe sobre o aumento de vagas para taxis na Capital. Entre as principais mudanças, está a instalação da biometria e GPS nos veículos e cadastramento de condutor auxiliar.  


O Povo
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire