Você está em: Home NACIONAL Cearense de 20 anos embarca para Rússia para estudar medicina em renomada universidade

 
Aos 20 anos, Arthur Martins Guimarães Vieira deixou Fortaleza nesta terça-feira, 5, e embarcou para a Rússia, onde irá passar seis anos estudando Medicina. Longe da família e amigos, o estudante realizará o sonho em outro continente. “Eu sempre quis ajudar as pessoas, por isso escolhi o curso”, conta.

Arthur, que estava no Aeroporto Internacional Pinto Martins acompanhado da mãe Anelyse Martins, explica que escolheu o país europeu principalmente pela qualidade de ensino. Ele deixou o Brasil acompanhando uma turma de jovens de várias cidades brasileiras em busca dos mesmos objetivos. “Eu tenho uma amiga que foi para lá no começo do ano e me contou bastante como são as aulas e a cidade. Então decidi que valeria a pena para mim”.  

O estudante foi selecionado para estudar na Universidade Médica Estatal de Kursk, uma renomada instituição da Europa e líder de ensino de medicina em inglês. O jovem relatou para o O POVO Online que recebeu o apoio dos pais desde o começo e que lá será uma ótima oportunidade de ganhar experiência de vida, além de ser a realização de um sonho. Ele conta se sentir preparado para se dedicar e enfrentar o que vier pela frente.

Qualidade e excelência

Mais de 100 médicos brasileiros já se graduaram pela instituição e agora atuam em hospitais e clínicas nos quatro cantos do país. Atualmente, outros 500 estudam medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk.

Os alunos embarcaram com o suporte da Aliança Russa, o representante oficial das universidades russas no Brasil. A agência é a principal responsável pelo processo seletivo e por cuidar de todos os trâmites para que o candidato conquiste a vaga sonhada.  

Os alunos que sonham em estudar na Rússia, precisam desembolsar US$ 3.100 por semestre. O valor inclui seguro médico e moradia universitária. 

Sistema de ensino

Para os estudantes que desejam cursar a universidade em Kursk, é necessário está atento ao formato de estudo. A carga horária é considerada puxada e a metodologia no qual os alunos são avaliadas possui um formato diferente do Brasil. Por lá, os alunos não podem ter faltas ou deixar matérias não concluídas para os próximos semestres.

O sistema de notas vai de 0 a 5, sendo no 3 a nota minimamente satisfatória. O estudante que não atingir o aproveitamento, deverá refazer aquela aula até obter a nota exigida. Do contrário, não será considerado apto para fazer as avaliações de final de  semestre e exames gerais.

A universidade é considerada de alta qualidade, comprovada pela taxa de alunos que são aprovados em sua primeira tentativa no Revalida, Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, para atuar no Brasil. 80% dos estudantes conseguem obter o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), no mesmo ano em retornam ao Brasil. O diploma é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Vale lembrar que a Rússia faz parte do tratado de Bolonha, fazendo com que o diploma seja reconhecido em todo o continente europeu. 
 
O Povo

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire