Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo Bandeira // 13 de novembro de 2018


A superlotação nas grandes unidades prisionais do Estado do Ceará resultou na suspensão das transferências de presos. Por meio de portaria, o juiz Luiz Bessa Neto, corregedor dos Presídios e titular da 1ª Vara de Execução Penal de Fortaleza, decidiu proibir movimentação de internos entre equipamentos.

A decisão interfere diretamente para que a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap) e o Complexo de Delegacias Especializadas (Code), ambas da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), abriguem presos por mais tempo e se tornem equipamentos similares às penitenciárias, mas localizados em bairros movimentados de Fortaleza.

Há três dias, a reportagem esteve na Decap e viu de perto a superlotação no prédio. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a Delegacia, no bairro José Bonifácio e nos arredores de um dos maiores hospitais do Ceará, o Instituto Doutor José Frota (IJF), abriga em torno de 150 presos.

Já no Complexo, há 160 custodiados. A Pasta destacou que em razão da não liberação de novas vagas para o sistema prisional, atualmente, são, pelo menos, 721 presos aguardando transferências.

Diário Centro Sul
jornalista Honório Barbosa
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire