Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 5 de fevereiro de 2019


A aluna Mariana Saraiva, 23 anos, do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Fortaleza (Unifor), será uma das embaixadoras do Brasil na Assembleia da Juventude, evento que reunirá, de 15 a 17 de fevereiro, jovens de todo o mundo na Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos. 

A assembleia, realização da Fundação dos Embaixadores da Amizade (da sigla em inglês FAF) e da Organização das Nações Unidas (ONU), vai debater o papel da juventude no desenvolvimento global, além de oferecer aos jovens a oportunidade de exercerem o papel de protagonistas na implementação dos chamados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). 

Mariana participou da edição passada da Assembleia da Juventude, realizada em agosto de 2018, mas como delegada brasileira, papel que será agora desempenhado pela aluna Isabela de Freitas, 18 anos. Mariana e Isabela são bolsistas CNPQ de iniciação científica e iniciação científica júnior, respectivamente, no Projeto Jovens Líderes, pesquisa da Unifor voltada para juventude e gestão de conflitos, coordenada pela professora Lilia de Morais Sales, Vice-Reitora de Pós-Graduação da instituição. 

A professora Lilia Sales salienta que a pesquisa já existe há oito anos, tendo conquistado, nesse período, alguns importantes indicadores. Ela destaca dentre eles a seleção de quatro jovens pela embaixada americana para o programa Jovens Embaixadores, a premiação de seis artigos em eventos de iniciação científica, a emissão do certificado de reconhecimento da United Nations Alliance of Civilizations pelo destaque no concurso Plural+ sobre migração, diversidade e inclusão social, o prêmio Mario Palmério e os três primeiros lugares no prêmio Finep de fotografia. 

“Estudamos como a juventude desempenha papel protagonista na construção de uma sociedade mais pacífica por meio das habilidades em gestão de conflitos, comunicação, empatia e criatividade para resolução de problemas, consideradas habilidades essenciais para os profissionais do século XXI. Essa pesquisa analisa a mudança que acontece na vida dos jovens a partir do aprendizado e da aplicação dessas habilidades”, explica Lilia. 

“Meu grande objetivo é trabalhar com impacto social e me identifico muito com as carreiras dentro da ONU. A participação no maior evento sobre ODS para jovens vai aportar conhecimentos e contatos que, com certeza, abrirão portas para projetos em andamento e para os que ainda virão. A troca de experiências e a formação de parcerias com uma comunidade de jovens que estão envolvidos no mesmo movimento de transformação e impacto sustentável representam muito para mim”, afirma Mariana Saraiva. 

Para Isabela Freitas, aluna de escola pública de Fortaleza e moradora do bairro Jangurussu, cada estudante que vai para a Assembleia da Juventude vai representando o que vê e sente pelo Brasil. “Eu vou representando meus antigos colegas, meus vizinhos de casa e de bairro. Eu vou representando meus futuros alunos de escola pública, meninas negras e jovens da periferia, que um dia quero ver ocupando posições de destaque. Vou para aprender como posso ajudar a tornar esse mundo um lugar melhor para todos. A gente é mais forte junto”, conclui Isabela 

 Sobre a Assembleia da Juventude

É a maior conferência jovem sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, tendo sido criada em 2002 pela Friendship Ambassadors Foundation (FAF) em parceria com a ONU para expor problemas mundiais de desenvolvimento e avaliar ideias e soluções que integrem os jovens participantes. Sua missão é construir um movimento por meio de uma plataforma global onde os jovens vão:
  • Conectar-se com os líderes, especialistas e profissionais mais influentes
  • Potencializar sua paixão e trabalho com ferramentas inovadoras, conhecimento, treinamento e recursos
  • Participar de um diálogo multissetorial e multilateral sobre os atuais esforços globais de desenvolvimento
  • Desenvolver e praticar habilidades essenciais para causar impacto real em suas comunidades e no mundo
  • Criar e projetar soluções que impulsionem ações para o desenvolvimento sustentável

(G1/CE)

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire