Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 11 de abril de 2019


Na quadra invernosa, os dias podem alternar em sol forte e chuvas intensas e, com isso, as crianças tendem a ficar mais vulneráveis. Arboviroses como dengue, zika e chikungunya, além da gripe, acabam atingindo com maior gravidade as crianças menores de seis anos e o quadro pode ser mais delicado quando associado a doenças crônicas respiratórias como asma.

“Todo começo de ano no Estado do Ceará, há um aumento de demanda da pediatria”, pontua o Diretor Técnico do Hospital da Sociedade de Assistência e Proteção a Infância de Fortaleza (Sopai), Fabrício César. O médico também lembra que essas doenças sazonais em conjunto com enfermidades relacionadas ao coração, rins e cérebro também podem levar a internações hospitalares.

Entre as medidas preventivas, o médico lembra a importância da higiene pessoal e a do ambiente em que a criança fica, reforçando que é necessária uma estrutura de saneamento básico adequada. Outro fator relevante para o Fabrício César está no leite materno: “crianças que foram amamentadas exclusivamente ao seio até os 6 meses e que permaneceram mamando por mais tempo têm, estatisticamente, menos chances de ter essas doenças ou de complicações” diz.

Vacinação atualizada

No caso da gripe, a vacina é um recurso de prevenção fundamental. As crianças de seis meses até menores de seis anos fazem parte do grupo prioritário da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe que começa nesta quarta-feira (10). A medida de prevenção é destacada por Fabrício César, que explica a importância das crianças receberam a proteção todos os anos. “O vírus muda, sofre pequenas mutações, o principal exemplo é o vírus da gripe. Se eu tomar a vacina em um ano, no outro ano o vírus já estará modificado, a vacina tem de ser específica”.

Lídia Nogueira não abre mão da saúde da filha. Assim que soube da Campanha pela TV fez questão de ir ao posto de saúde logo no primeiro dia. “Nessa época de viroses, é ainda mais importante vacinar as crianças”, disse. Quem também foi ao posto no primeiro dia da Campanha foi a Manuela de oito meses.

Disponíveis nos 113 postos de saúde da Capital, as crianças podem ser vacinadas de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h30, e nos sábados e domingos, das 8h30 às 16h30, conforme a Prefeitura de Fortaleza. A vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe (H1N1, H3N2 e Influenza B) determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A meta para 2019 é vacinar cerca de 219.054 crianças e gestantes. Também fazem parte do grupo prioritário gestantes, idosos e portadores de doenças crônicas.




(Diário do Nordeste)
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire