Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 1 de julho de 2019

 
 
O presidente Jair Bolsonaro avisou que vai conversar com o ministro Sergio Moro (Jusitça e Segurança Pública) antes de decidir o futuro do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que teve um assessor preso pela Polícia Federal na semana passada e está enrolado no caso dos laranjas do PSL há tempos. É o que informa a Veja Online.
Moro é o chefe da corporação. A fala de Bolsonaro, apesar de reveladora e imprópria, foi tratada com normalidade. Não se sabe o que Bolsonaro espera ouvir de Moro. Se for um relato sobre o avanço das investigações, a coisa se complica. Abonando a conduta ou recomendando a cabeça do chefe do Turismo, Moro estará fora do lugar nesse processo. Não cabe ao ministro da Justiça repassar informação de investigação sigilosa ao presidente.
É para evitar esse descalabro que gente importante do Planalto atua para Bolsonaro demitir o chefe do Turismo nesta segunda-feira, evitando mais uma polêmica desnecessária. “Se o presidente quer uma análise jurídica ou política sobre a situação do ministro do Turismo, não precisa ir ao Moro”, diz um auxiliar palaciano.
 
 Veja Online
 
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire