Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 11 de setembro de 2019

 
 
A faca utilizada pelo ex-garçom Adélio Bispo de Oliveira no ataque ao presidente Jair Bolsonaro durante a campanha de 2018 será levada a um museu federal. A decisão sobre o destino da faca foi tomada nesta terça-feira, 10, pelo juiz federal Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), após manifestação favorável do Ministério Público Federal (MPF).
 
A pedido da diretora da Academia Nacional de Polícia, delegada Vanessa Gonçalves Leite de Souza, a faca ficará exposta no Museu Criminal da Polícia Federal, em Brasília. Além do objeto de 30 centímetros, dois tubos que armazenaram material genético de Adélio e de Bolsonaro também passarão a integrar o acervo do museu. O material será entregue ao delegado Rodrigo Morais Fernandes, responsável pelo inquérito que investigou o atentado, a quem caberá encaminhá-lo ao museu.
 
 
Em sua decisão, Savino sustentou que “não há dúvidas” sobre o “valor histórico” da faca e “quanto ao interesse de sua conservação em prol da história política recente do país”. Para o magistrado, o objeto “representa não somente a violência sofrida pelo Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, quando estava em pleno ato de campanha eleitoral, no exercício dos direitos políticos assegurados pela Constituição da República, mas, sobretudo simboliza, a partir de uma ótica mais ampla, a agressão cometida contra o próprio regime representativo e democrático de direito”.
Veja

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire