Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 30 de novembro de 2019

 
 
O número de queimadas, no Ceará, registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) nestes 11 meses de 2019, já é superior ao montante de todo o ano passado. Até este sábado (30), o órgão havia contabilizado 3.535 focos de incêndios. 67 destes somente em Santa Quitéria.
O quadro pode ficar ainda mais grave. Isto porque, em dezembro, a quantidade de queimadas ainda tende a ser elevada. Caso a média para o último mês do ano se mantenha, 2019 pode bater o recorde dos últimos cinco anos, que é liderado por 2016, quando 4.316 focos foram registrados pelo Inpe.
Diante de tantos incêndios, os impactos ambientais são gravíssimos e, em alguns casos, os danos são irreversíveis para a fauna e flora do semiárido. Para especialistas, a alta quantidade de focos poderia ser reduzida caso houvesse “conscientização da população”, conforme pontua o diretor do Instituto de Convivência com o Semiárido, Osvaldo Andrade.
O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Nijair Araújo, assente e acrescenta que a maioria destas queimadas tem ação antrópica, seja de forma criminosa ou quando agricultores põem fogo na mata com o objetivo de preparar a terra para o cultivo na próxima quadra chuvosa, que se inicia em fevereiro e segue até maio.
Com informações do Diário do Nordeste
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire