Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 24 de fevereiro de 2020

 


O jovem Rafael Aquino, de 18 anos, saía de um bloco de Carnaval no centro de São Paulo na última segunda-feira (17), quando foi vítima de um ataque homofóbico brutal.


“Eu estava na companhia de cinco amigos perto de um ponto de ônibus no centro de São Paulo. Saíamos de um bloco de Carnaval e eu estava de mãos dadas com meu namorado quando um grupo de homens nos cercou. No início, parecia um assalto, mas depois começaram a nos bater”, contou o rapaz à Marie Claire.


Um dos agressores ainda deu um mata-leão em sua amiga e chegou a arrastá-la pela calçada. Outro pegou uma garrafa de bebida e bateu em sua cabeça. Eles tentaram fugir enquanto os agressores arremessavam mais garrafas.


“Fiquei lá sangrando enquanto alguns clientes do bar vieram me ajudar e ligaram para a ambulância. Fiquei 30 minutos esperando e os socorristas justificaram que não conseguiriam me atender no momento, pois havia muitas ocorrências. As viaturas da polícia também não quiseram prestar socorro”, relatou a vítima.


Felizmente já fora de perigo de vida, o rapaz também falou à revista sobre o medo de viver sendo LGBT no Brasil, que vale lembrar, é um dos países onde mais se assassina e agride LGBTs no 
 mundo.

 Põe Na Roda
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire