Você está em: REGIONAL // Notícia de Fagner Freire // 9 de fevereiro de 2020


Com a elevação do sacerdote Waldir Lopes de Castro à condição de “Servo de Deus”, a Diocese de Sobral, na região Norte do Ceará, recebeu na última sexta-feira (7), o “Nihil Obstat” (nada obsta), que autoriza a abertura da causa de beatificação e canonização do sobralense.

Segundo o advogado e especialista em Direito Canônico, José Luís Lira, o “Nihil Obstat” é um documento redigido após os setores do Vaticano não encontrarem algo que impeça a abertura do processo de beatificação. 

“É a partir deste documento que o candidato à santidade passa a ser chamado Servo de Deus e tem a investigação livre para desenrolar-se até o fechamento do processo”, detalha. Depois, ele explica, o bispo Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, da Diocese de Sobral, deverá constituir o tribunal eclesiástico diocesano para “aferir qualidades, as as virtudes e constatar toda a vida” de Waldir Lopes de Castro.
 
Fases

O sacerdote tem fama de santo popular, especialmente na cidade de Marco, onde viveu. Por isso, a abertura formal do processo de investigação da vida de Waldir Lopes de Castro será na paróquia do município. O tribunal é composto pelo postulador da Causa, Paolo Vilotta, que mora em Roma; o vice-postulador, Luís Lira, responsável pela causa diocesana; o bispo de Sobral, padres e leigos, nomeados pelo líder da Diocese.

Depois da conclusão da fase diocesana, os documentos são encaminhados para o Vaticano, onde inicia-se a fase romana. “Juntando milagres, graças e todos os atos que podem aferir a santidade do candidato”, detalha José Luís Lira. Em seguida, a Santa Sé se manifesta e emite o decreto de validade. Nesta etapa, inicia a análise das virtudes heroicas do candidato.

“Uma vez constatada, ele é automaticamente declarado como ‘venerável’. Se houver um milagre consistente, nos modos que a Santa Sé exige, com laudos médicos e toda documentação cabível, é iniciada a fase de beatificação. Aprovado o milagre, o papa autoriza a beatificação. Depois de se tornar beato, é necessário outro milagre para a canonização”, conta o especialista.

Cada caso tem sua especificidade, por isso, a Causa pode durar décadas. Atualmente, outros cinco cearenses também tem processo de beatificação abertos no Vaticano: Irmã Clemência, Padre Ibiapina, Dom Expedito Lopes e Monsenhor Arnóbio. O mais antigo é o primeiro, aberto pela Arquidiocese de Fortaleza, em setembro de 1975.

História

Monsenhor Waldir Nascido nasceu em Sobral no dia 2 de fevereiro de 1931. Iniciou suas atividades sacerdotais como cooperador da Paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio, na sua cidade natal. Atuou como professor do Seminário de Sobral e da Escola Técnica de Comércio Dom José.

No ano de 1964, assumiu a Paróquia de São Manuel, em Marco, ainda na região Norte cearense, e começou seu trabalho pastoral apoiando as comunidades eclesiais de base e a catequese. Fundou o Centro Educacional São Manuel, onde foi professor e diretor. Faleceu em 22 de dezembro 2001, enquanto fazia caminhada, vítima de acidente automobilístico. 


(Diário do Nordeste)
Caderno: REGIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire