Você está em: REGIONAL // Notícia de Fagner Freire // 24 de junho de 2020


Vítimas de assédio na cidade de Sobral também começaram a relatar casos em rede social na terça, 23. No mesmo dia, a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca) estava apurando denúncias relacionadas ao #exposedfortal. A hashtag foi criada por um perfil no Twitter que tem, desde segunda-feira, 22, exposto rapazes que teriam um grupo para compartilhar fotos íntimas (nudes) de meninas sem o consentimento delas.

A conta exposedsobral no Twitter já passa dos 1.800 seguidores e está nos assuntos mais comentados da rede social na manhã desta quarta, 24.

"oi pessoal, essa conta foi criada pra todas vcs q quiserem ajuda, apoio. vcs não estão sozinhas!! usem a hashtag #exposedsobral e sigam aqui caso precisem de ajuda", diz um dos primeiros tweets.
As outras postagens da conta são relatos de adolescentes e jovens que foram assediadas na cidade, por colegas da escola ou até professores, e exposição de relacionamentos abusivos.

Nomes, fotos e redes sociais dos suspeitos também estão sendo divulgados. A conta não está vinculada a nenhum perfil no Instagram. Está apenas no Twitter.

Em um dos relatos, uma das vítimas conta que foi assediada por um colega de sala durante uma conversa entre os dois. "Ele apertou meus seios e eu fiquei sem reação. Até hoje não acredito que passei por aquilo (...) Eu realmente não tenho forças para falar sobre isso detalhadamente (...) Dói até hoje", descreve.

Outra exposição parte, dessa vez, de um menino de 16 anos, que conta quando um de deus professores o assediou inicialmente pelas redes sociais: "Começou esse ano e pelo meu Instagram. Nunca tive uma amizade ou qualquer vínculo com ele além de professor e aluno. Do nada ele começou a reagir a stories meus, onde aparecia meu rosto e ele respondia dizendo que eu era "sexy", que eu dava "tesão" para ele", relata o estudante.

Ainda na manhã desta quarta, o Secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, delegado André Costa, se pronunciou sobre as denúncias. No Twitter, ele falou tanto sobre os casos de Fortaleza quanto de Sobral. E acrescentou, ainda, os relatos do Cariri.

Ele agradeceu as vítimas que registraram Boletim de Ocorrência (B.O) e pediu que outras pessoas continuassem denunciando.


(O Povo)
Caderno: REGIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire