Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 5 de agosto de 2020


Os agricultores do Maciço de Baturité também contam um serviço de entregas de produtos da agricultura familiar. O Chão do Maciço, iniciativa que reúne cerca de 120 pequenos produtores da Rede de Agricultores Familiares do Maciço de Baturité, realiza entrega de produtos da terra a cada 15 dias em Fortaleza a preços acessíveis e semanalmente na região da Serra. O cardápio inclui itens como frutas, hortaliças, mel, frangos e ovos caipiras, café, temperos, queijos, bolos e doces.

Os interessados podem conhecer o projeto através do endereço dochaomacico.webnode.com e realizar os pedidos diretamente com o produtor através do Whatsapp. A partir do dia 15 de agosto, a iniciativa amplia o atendimento através do Mercadinho Agroecológico do Maciço, onde o cliente poderá adquirir produtos dos diferentes sítios e cooperativas participantes numa única compra. O pagamento é realizado por meio de boleto bancário ou cartão de crédito.

Participam da iniciativa os sítios Bem-Te-Vi e Fênix Orgânico, famosos pelo café de sombra; Sítio Jordão e Multisabor da Terra, com deliciosos derivados de banana e culinária tradicional; Sítio Gameleira, que preserva os ofícios de engenho de cana-de-açúcar e tem rica produção de rapaduras e alfinins; e Da Horta, com temperos feitos com alhos frescos e sem conservantes. Além destes, a Cooperativa da Agricultura Familiar de Ocara (Cooaf) e a Feira Agroecológica de Baturité.
A taxa de entrega varia entre R$ 3 e R$ 5, na região do Maciço, e R$ 10 para Fortaleza. Mais informações através do Whatsapp Business (85) 99183-4490.

Vitrine virtual

Paralelamente ao lançamento do Portal da Agricultura Familiar, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário vem divulgando iniciativas voltadas ao empreendedorismo e ao comércio virtual no período da pandemia da Covid-19. A plataforma Do Chão Maçico foi desenvolvida em parceria com o escritório do Sebrae em Baturité, ainda assim vários produtores do grupo são assistidos por ações da Secretaria.

Além do Chão do Maciço, o órgão do Governo do Ceará apoia as feiras virtuais de Quixeramobim e de Sobral, a confecção de máscaras de tecido em diversas partes do Estado, os serviços de entregas da Cooperfam e do MST e o aplicativo da Cooperboa. “Existem problemas históricos e, com a pandemia, fomos forçados a buscar a inovação para promover a economia solidária”, pontua o secretário De Assis Diniz.

“Quando o consumidor compra na sua rua, no seu bairro e na sua cidade, estimula o desenvolvimento de capacidades e o Portal da Agricultura Familiar busca estimular esta dimensão econômica. As feiras virtuais, os deliveries e os drive thrus não são um modismo: são ferramentas que chegaram com força e vieram para ficar, se consolidando cada vez mais nos municípios do interior para dar dinamicidade à atividade econômica da agricultura familiar”, conclui.


(SDA)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire