Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 24 de setembro de 2020




De janeiro a agosto, a Enel Distribuição Ceará foi a empresa com o maior número de reclamações feitas por consumidores da capital ao Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza). Segundo o órgão, foram registradas 950 queixas contra a distribuidora de energia, o equivalente a 12,7% do total de atendimentos no período (7.440), realizados de forma presencial ou não.


Em nota, a Enel informou ser a empresa com o maior número de clientes no estado e que as reclamações registradas representam 0,02% do número total de clientes da distribuidora.


Em segundo lugar no ranking de reclamações aparece a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), com 497 reclamações. E em seguida aparecem Oi Móvel (286); Tim Celular (119); Vivo (117; Oi Fixo (117); Via Varejo (115); Samsung (102); Claro (90) e Caixa Econômica (85). As principais queixas são referentes a cobranças indevidas e dúvidas sobre cobranças, reajustes, contratos e orçamentos.


Embora considere que o número de queixas contra a Enel sejam elevados, Cláudia Santos, diretora geral do Procon Fortaleza diz que a empresa tem um bom índice de resolutividade no órgão.


A diretora do órgão diz ainda que devido à pandemia, muitas pessoas deixaram de fazer queixas nos órgãos de defesa do consumidor, que estavam com atendimento online, porque não dominavam o uso da internet.




Caso os atendimentos presenciais não fossem interrompidos, Santos acredita que o número de denúncias contra as empresas seria maior do que foi registrado de janeiro a agosto de 2020.


"Mesmo assim, o saldo de reclamações persiste, e as empresas não aperfeiçoaram os serviços adequadamente", diz.


Respostas das empresas


Sobre as reclamações, a Enel acrescentou que as lojas de atendimento ficaram fechadas de março a julho para preservar a saúde de clientes e colaboradores, devido à pandemia, tendo reforçado o atendimento pelos canais digitais. Durante esse período, a empresa manteve as equipes de emergência atuando nas ruas e nos centros de operação para garantir a qualidade do fornecimento de energia.


A Cagece informou que possui 764.206 clientes atendidos atualmente em Fortaleza, de forma que o número de reclamações representa 0,06% dos clientes atendidos atualmente. Ainda pontuou que tem se esforçado para atender as demandas dos clientes e trabalha para a melhoria do atendimento.


A Oi informou que investiu no Ceará mais de R$ 114 milhões no primeiro semestre de 2020, com foco na expansão da fibra ótica e que, segundo último relatório da Anatel.


A Tim disse que "tem atuado em ações de aperfeiçoamento da experiência de uso dos seus serviços e que contribuam para a redução das reclamações" e que "vem investindo na ampliação da cobertura e simplificação de portfólio de produtos".


A Vivo esclareceu que "o foco no cliente é prioridade e reitera seu compromisso em avançar ainda mais para entregar a melhor experiência a ele". A companhia disse trabalhar constantemente em transformações de processos, produtos e sistemas para reduzir as dúvidas e contatos de seus clientes nos Órgãos de Defesa do Consumidor.


Procuradas, a Via Varejo, a Samsung, a Claro e a Caixa Econômica Federal não responderam até as 20h30 desta quarta-feira.
 
 

(G1/CE)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire