Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 28 de setembro de 2020







A Justiça do Ceará revogou, nesta segunda-feira (28), a prisão preventiva do idoso suspeito de tentar compensar um cheque falso de R$ 49,3 milhões em uma agência bancária no Bairro de Fátima, em Fortaleza, na última terça-feira (22). Na decisão, o juiz da 8ª Vara Criminal Henrique Jorge Granja de Castro atendeu o pedido da defesa levando em consideração a idade avançada do suspeito, de 71 anos, além das condições de saúde, já que ele não possui parte do pulmão.

Outra motivo para a decisão foi que o suspeito faz parte do grupo de risco diante do cenário de pandemia da Covid-19, em razão da idade.

Na sexta-feira (25), o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 184ª Promotoria de Justiça, denunciou o próprio idoso e outras duas pessoas envolvidas no crime. Da denúncia, o promotor aponta o crime de vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo o gerente da agência bancária em erro, mediante meio fraudulento, utilizando-se de documento falso em um cheque clonado, no valor de R$ 49.388.000,00.

A Justiça determinou ainda algumas medidas cautelares ao idoso como recolhimento domiciliar noturno das 20h às 5h, uso de tornozeleira eletrônica e comparecimento mensal à sede da Central de Alternativas Penais para informar e justificar as atividades.
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire