Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 1 de outubro de 2020

 


Foi encaminhado na última terça-feira (29) à Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) um pacote contendo sementes ‘misteriosas’ recebidas por uma cearense pelos Correios. A encomenda internacional, que não foi efetuada pela mulher, chegou a Fortaleza no dia 23 de setembro. De acordo com a superintendência do Ministério da Agricultura no Ceará, as sementes serão enviadas para a rede oficial de laboratórios federais da pasta e serão devidamente analisadas.

A encomenda que tinha na descrição que continha um anel no valor de US$ 1 (um dólar), não chegou a ser aberta, de acordo com Holanda Neto, superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Ceará, é a atitude a ser tomada. “De forma muito sensata apenas identificou que não tinha feito nenhum pedido de nenhum país asiático, ou outro país do mundo, e simplesmente remeteu o produto para a Agência de Defesa para ter o destino correto”, conta.  

Essas sementes vindas, em sua maioria, de países asiáticos como China, Hong Kong e Malásia, têm chegado pelos Correios em embalagem contendo apenas elas, mas o superintendente alerta que também a casos de virem junto a compras feitas em sites internacionais, sendo confundidas com brindes ou embalagens de sílica em gel. 

“Nós tivemos um caso no Estado do Amapá, que as sementes chegaram dentro de embalagens com luminárias, então a pessoa fez uma compra de luminárias em um site internacional e dentro da embalagem com luminárias veio um pacote com sementes, como um espécie de brinde, Inclusive, tem casos que as sementes podem ser confundidas com aquelas embalagens de sílica em gel, para fins de conservação”, alerta Holanda Neto.

   
No Brasil, o Ministério da Agricultura acumulava 36 denúncias sobre o recebimento de pacotes de sementes não solicitadas, até terça-feira (29). Além do Ceará, essas entregas foram identificadas em outros oito estados: Bahia, Pernambuco, Rondônia, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As sementes apreendidas em todo o Brasil estão sendo analisadas no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA). 

Sobre a situação, a embaixada chinesa se pronunciou nesta quinta-feira (1), e se colocou à disposição das autoridade brasileiras para cooperar com as investigações. “Uma verificação preliminar constatou que as etiquetas de endereçamento apresentam indícios de fraude, com erros no código de rastreamento e em outros dados”, destaca em nota. 

A embaixada ambém pontua que “sementes são artigos de envio proibido ou restrito para os países membros da União Postal Universal (UPU). Os Correios da China seguem rigorosamente as disposições da UPU e vetam o transporte postal de sementes”. 

 

 

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire