Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 6 de novembro de 2020

 


A Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur) de Fortaleza está investigando o caso de um homem suspeito de entrar no banheiro feminino de um centro comercial para espionar e filmar mulheres, no Bairro Meireles, na Capital. O fato ocorreu na noite desta terça-feira (3) e foi denunciado à polícia pelas vítimas e também por responsáveis pelo restaurante onde as mulheres estavam naquela noite. Câmeras de segurança do estabelecimento flagraram o momento em que um homem adentra o banheiro.

Segundo a Deprotur, seis vítimas do caso foram identificadas e duas já foram ouvidas nesta quinta-feira (5). O homem suspeito do crime também foi identificado, segundo a Polícia Civil do Ceará (PCCE).

Em depoimento, as duas mulheres relataram que ao entrar no banheiro notaram a porta de um dos boxes entreaberta e tentaram acessar o local.

“Narraram que tiveram acesso ao banheiro desse restaurante, que fica dentro do shopping, e notaram que um dos boxes estava entreaberto. Quando elas tentaram acessar esse box, a pessoa não permitiu a entrada e ficou em silêncio. Elas relatam que sentiram uma sensação de vigilância. Ao retornarem à mesa onde estavam no restaurante, uma outra mulher relatou que viu um homem dentro do banheiro e que esse homem tinha filmado”, informou a delegada titular da Deprotur, Roberta Frota.

As vítimas que prestaram queixa à polícia estavam no restaurante Giz Cozinha Boêmia. O estabelecimento se manifestou sobre o fato com uma nota de repúdio publicada no Instagram, nesta quinta.

“Na última terça-feira, 03.11.2020, infelizmente algumas mulheres foram vítimas de um comportamento doentio e deplorável, dentro do banheiro do Shopping Buganvília, quando um homem entrou e tentou tirar fotos delas dentro do banheiro”, confirmou o restaurante.

A nota também lamenta o episódio machista: “Nós que formamos o Giz estamos revoltados e tristes com esse ocorrido. Nos entristece saber que tão próximo de nós estão pessoas que ainda pensam que o corpo de uma mulher pode ser tratado como objeto e sem respeito. Nos revolta saber que comportamentos machistas como esse são comuns e muitas vezes silenciados.”

O estabelecimento confirma, ainda, que procurou a polícia para registrar o caso.  

“Estamos aqui para repudiar o ato e informar que não apoiamos e não toleramos esse tipo de comportamento. Já acionamos a Polícia e a segurança do shopping e todas as medidas necessárias para que este homem seja responsabilizado por seus atos estão sendo tomadas. A vítima e a todas as mulheres, nos solidarizamos por este crime e podem contar conosco para o que for preciso. Achamos importante que atos como este não sejam silenciados, pois só assim conseguiremos enfrentar com seriedade e diminuir os casos de violência e desrespeito às mulheres”, acrescentou.

 

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire