Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 24 de março de 2021

 


Apesar de ser um dos seis estados em situação crítica de abastecimento de oxigênio, conforme apontou o Ministério da Saúde, o Ceará é o segundo estado brasileiro com maior estoque do insumo não envasado em cilindro, conforme painel da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os dados dizem respeito ao período compreendido entre os dias 13 e 17 de março.

De acordo com o painel, o Ceará tem 134.156,18 metros cúbicos (m³) de oxigênio estocados não envasados em cilindros. A quantidade é menor apenas do que a estocada nos estados do Amazonas, que contêm 1,17 milhão de m³.

Plataforma da Anvisa sobre oxigênio
Legenda: Em relação à fabricação e venda de oxigênio não envasado, o Ceará está em 2º lugar em estoque. São Paulo, em 4º no estoque, tem alto índice de comercialização do insumo, com 7,3 milhões de m³.
Foto: reprodução/Anvisa

Já em relação ao oxigênio para envasamento em cilindro, o Ceará fica em terceiro lugar, com 134.156,18 m³, atrás apenas do Amazonas e de São Paulo. Os dados da plataforma, disponibilizada nessa terça-feira (23), serão atualizados às sextas-feiras com informações dos últimos sete dias.

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire