Você está em: REGIONAL // Notícia de Anselmo // 30 de março de 2021


 
Principal cartão postal de Santa Quitéria, a Praça da Matriz está numa verdadeira penumbra. Há 18 dias, o espaço público está sem qualquer iluminação e têm incomodado bastante os moradores do entorno, que entraram em contato com A Voz de Santa Quitéria para expor o descaso e cobrar providências urgentes das autoridades.


A situação só não se encontra pior, dadas as luzes externas da Igreja Matriz, da Câmara Municipal e algumas poucas residências. "Vivemos um período de escuridão com tantas notícias ruins e sermos privados da eletricidade, ainda contribui mais para o estado depressivo. É um descaso a falta de informação dos órgãos responsáveis", relatou Kiki Martins.


A escuridão também provoca insegurança à vizinhança, uma vez estando deserto e o ambiente fica propício para que crimes sejam cometidos.





Um integrante da gestão afirmou ao site que a falta de iluminação é causada por débitos herdados da administração passada com a ENEL Distribuição Ceará, superior a R$ 480 mil, inclusive relatado em janeiro pelo prefeito durante uma entrevista.


A reportagem procurou o secretário de obras Josenias Magalhães e a comunicação da Prefeitura, que até o último contato feito pelo AVSQ, aguardava informações junto a concessionária de energia. Tentamos falar também com a assessoria de imprensa da ENEL, via mensagens e ligações, mas não obtivemos retorno.


 
 
 
 
 A Voz de Santa Quitéria 
Caderno: REGIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire