Você está em: REGIONAL // Notícia de Fagner Freire // 20 de abril de 2021

 


CBMCE realiza instrução de combate a incêndio para o 40º Batalhão de Infantaria (40º BI). Coube a  2ª Companhia do 3º Batalhão de Bombeiro Militar (2ªCia/3ºBBM), sediado em Crateús, ministrar a instrução que ocorreu entre os dias 13 e 15 de Abril/2021. O conteúdo da instrução foi combate a incêndio e todos os militares do 40º BI, oficiais e praças, participaram. A instrução ocorreu na sede do 40º BI, em Crateús, na Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16). A iniciativa foi ministrada pelos Bombeiros Militares, Cabo George, Soldado Neques e Soldado Noelio.

Obedecendo aos protocolos sanitários, as instruções foram teóricas e práticas voltadas ao entendimento do comportamento do fogo e a neutralização de focos de incêndio. O conteúdo teórico abordou: Elementos essenciais do fogo; fogo x incêndio, propagação do fogo; fases do incêndio; flashover, backdraft, bleve, boil over; Métodos de extinção; rescaldo; classificação de incêndios; agentes extintores; instalação dos agentes extintores; hidrantes , mangueiras e caixas de abrigo; GLP; procedimentos em casos de vazamentos de gases inflamáveis com fogo e sem fogo; procedimentos emergenciais em caso de incêndio. Enquanto que a Prática contou com: E.P.I; uso prático de extintores, mangueiras, abafadores e soprador para combate a incêndio florestal. Na viatura Auto Bomba Tanque e Salvamento 01 (ABTS 01).

O 40º Batalhão de Infantaria (BI) teve sua criação em 7 de janeiro de 1890, através da portaria que criou o 36º BI, tendo como sede a cidade de Manaus-AM. Anos mais tarde, passou a se chamar 46º Batalhão de Caçadores (BC). Em 1935, mudou-se de sede, indo para a cidade de Fortaleza, capital do Ceará, onde recebeu a denominação de 23º BC.

Alguns anos mais tarde, em 1958, o Exército Brasileiro criou o 4º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC), em Crateús-CE. O objetivo foi construir uma malha rodoferroviária e de apoiar as obras contra as secas do interior do Estado.

Após quinze anos de intensas atividades, as suas instalações foram ocupadas pela 2ª Companhia de Fuzileiros (Cia Fuz) do 23º BC, sendo o dia 08 de março de 1973 a chegada do destacamento precursor, simbolizando a data de origem do Batalhão.

Em 31 de março de 1973, o efetivo da 2ª Cia Fuz completou seu deslocamento para Crateús, recebendo oficialmente o aquartelamento, os cargos e encargos, dando início a sua missão constitucional, mas ainda vinculada ao 23º BC.

Como resultado, em 23 de março de 1973, a portaria nº 40 – DGEF concedeu a autonomia administrativa à 2ª Cia Fuz, a contar de 1º de julho de 1973, tendo esse ato configurado a existência da nova Unidade.

Finalmente, com a Portaria Ministerial nº 97 – Reservada, de 31 de dezembro de 1974, a 2ª Cia Fuz foi transformada em 40º BI, atual denominação, sendo considerada uma Unidade de Guarnição Especial de 2ª Categoria, conforme definido na Portaria Ministerial nº 1784, de 28 de novembro de 1973.

 

 

(CBMCE)

 

Caderno: REGIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire