Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 5 de abril de 2021

 


Missas e cultos estão liberados para funcionar de forma presencial no Ceará, conforme o novo decreto de isolamento social rígido, prorrogado até o dia 11 de abril. A decisão da vigência do isolamento foi anunciada pelo governado Camilo Santana (PT) na noite deste domingo (4). Na ocasião, o gestor estadual também informou que a partir de 12 de abril será iniciada a retomada gradual das atividades não essenciais no Estado.

De acordo com o novo decreto, a decisão do funcionamento presencial nas instituições religiosas ocorre em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou em caráter liminar (provisório) no último sábado (4) que estados, municípios e o Distrito Federal não podem editar normas de combate à pandemia do novo coronavírus que proíbam completamente celebrações religiosas presenciais, como cultos e missas.

Apesar da liberação, o decreto estadual destaca que permanece a recomendação às instituições religiosas para que continuem procedendo as suas celebrações de forma virtual.

Prorrogação decreto

O Ceará está em isolamento social rígido deste o dia 13 de março. Segundo Camilo, durante esta semana haverá reuniões com representantes dos setores mais afetados pela suspensão de atividades econômicas, para elaborar de que forma vai ocorrer o retorno do funcionamento dos estabelecimentos e serviços.

Conforme o governador, o isolamento social tem surtido efeito na estabilização da procura por atendimento de saúde e no número de infectados como coronavírus. Dessa forma, manter o isolamento por mais uma semana busca garantir que a tendência de diminuição de casos se mantenha.

"Estamos anunciamos o início da flexibilização das atividades não essenciais no Ceará a partir do dia 12 de abril. Estamos em uma tendência de redução de casos, de transmissão e de pressão assistencial no setor da saúde, porém com números ainda muito altos. Por isso durante a semana vamos abrir novos leitos, aumentar a capacidade de atendimento assistencial e sentar com os representantes dos setores econômicos para discutir o início da retomada das atividades não essenciais a partir da outra segunda-feira".

O prefeito de Fortaleza, José Sarto Nogueira, corroborou as afirmações de Camilo. "Essa semana nós precisamos consolidar essa tendência de queda. Isso os profissionais da saúde que estão na linha de frente compreendem muito bem porque estes números são favoráveis, mas precisamos de uma margem de segurança".

Na última quinta-feira (1º) o governador Camilo Santana anunciou, por meio de transmissão nas redes sociais, que a decisão ficou para este domingo de Páscoa. Na ocasião, Camilo informou que apesar da tendência de estabilização no número de casos de Covid-19 na última semana, preferiu-se aguardar os índices dos três dias seguintes para que houvesse uma definição sobre a manutenção do isolamento.

O Ceará está em decreto de isolamento social rígido desde 13 de março, quando o anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana. Fortaleza adotou medidas mais rígidas uma semana antes, em 4 de março. Durante esse período, ficou permitido apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais, como supermercados e farmácias. 

 

(G1/CE)


Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire