Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 7 de junho de 2021


 
A Polícia Federal extraditou o colombiano Guillermo Amaya Ñungo, de 57 anos, para os Estados Unidos nesta sexta-feira (4), após o ex-guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) passar quase dois anos preso em Fortaleza. A operação foi realizada em conjunto com a Agência de Combate às Drogas dos Estados Unidos (DEA).

Conhecido nos EUA como “El Patrón”, Guillermo pode pegar até 30 anos de pena por tráfico internacional de drogas e organização criminosa. Ele é acusado de comandar um complexo esquema de transporte de cocaína em grandes quantidades entre a Colômbia e o país norte-americano, com uso de aeronaves próprias e pistas de pouso em nações da América Central.

El Patrón foi detido pela PF em setembro de 2019 ao buscar a filha na escola, em Messejana, no Ceará. Sua extradição foi aprovada um ano depois no STF (Supremo Tribunal Federal) por unanimidade e posteriormente autorizada pelo Ministério da Justiça.

De acordo com a PF, a operação de extradição de Guillermo contou com forte esquema de segurança. Ele foi transportado sob escolta em jato executivo do governo dos Estados Unidos.


(Pleno News)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire