Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 5 de junho de 2021

 


O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, foi acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da entidade. A denúncia foi realizada nesta sexta-feira (4) na Comissão de Ética e na Diretoria de Governança e Conformidade.

A suposta vítima detalhou episódios desde abril de 2020. Segundo o documento, a mulher afirma ter prova e exemplifica os fatos, como o episódio em que o dirigente tenta forçá-la a comer um biscoito de cachorro após chamá-la de “cadela”.

A denunciante também reforçou que outros membros da cúpula principal da CBF sabiam da situação e que Caboclo ficava sob efeito de álcool no trabalho. Foram revelados locais em que o mandatário escondia bebidas no expediente.

Crise na CBF

O cenário traz mais pressão para o presidente, que já enfrenta uma crise por conta da realização da Copa América no Brasil. Atletas da Seleção Brasileira não gostaram da escolha do país para receber o torneio.

Em paralelo, a equipe entra em campo nesta sexta contra o Equador, às 21h, no Beira-Rio, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O Brasil lidera a classificatória e está invicto sob comando do técnico Tite.

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire