Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 20 de julho de 2021

 


A Padaria e Confeitaria Beira Mar anunciou, nesta segunda-feira, a morte do dono do estabelecimento, Gentil Moreira de Souza, de 92 anos. Nascido em Portugal, Gentil chegou ao Brasil de navio no início da década de 50, vindo de Arouca, pequena cidade onde nasceu, a 60 quilômetros do Porto. Depois de trabalhar como alfaiate, profissão do pai, e caixeiro-viajante, associou-se aos irmãos e entrou no ramo da alimentação. Em 1974, ele comprou sozinho a Beira Mar, então com apenas 15 funcionários, e transformou o espaço em Icaraí numa das mais tradicionais padarias de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Ele morreu em casa, de causas ainda não divulgadas.

Sob o comando de Gentil, a Beira Mar tornou-se pioneira sob diversos aspectos, como o investimento em doces refinados e a aposta no sistema self-service, oferecendo café da manhã, almoço, lanche e jantar. Hoje com cerca de 300 empregados, 20 vezes o tamanho original, o espaço conquistou até mesmo reconhecimento nacional, levando o troféu de "padaria do ano" no Prêmio Baker Top, espécie de "Oscar da panificação", em oito ocasiões. 

 

Gentil Moreira de Souza com um dos muitos prêmios Água na Boca recebidos pela Beira Mar Foto: Márcio Alves/21.05.2014

No Prêmio Água na Boca, organizado pela Editora Globo, a padaria venceu sete vezes na categoria "melhor café da manhã" de Niterói. A supremacia era tanta que, em 2015, o espaço foi declarado hors-concours na disputa, sem aparecer como elegível para os moradores. Já o título de "melhor doceria" da cidade só não foi para o endereço uma única vez entre 2003 e 2019.

"É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do Sr Gentil, fundador da Beira Mar", comunicou a confeitaria em posts nas redes sociais da marca. A notícia gerou comoção entre niteroienses anônimos e famosos. Só no Instagram foram mais de mil interações e centenas de comentários.

"Que legado maravilhoso ele nos deixou! A melhor padaria!", escreveu uma cliente assídua. "Meus sinceros sentimentos. Que Jesus seja o conforto para a família", disse na mesma postagem Dea Lúcia, mãe de Paulo Gustavo e moradora de Niterói. A Beira Mar fica justamente na antiga Rua Coronel Moreira César, que ganhou o nome de Paulo Gustavo após a morte do ator em decorrência da Covid-19.

O prefeito da cidade, Axel Grael, também prestou uma homenagem pública a Seu Gentil. "Nos deixou hoje o querido Gentil Moreira de Souza, fundador da tradicional Confeitaria Beira Mar. Oriundo de Portugal, Seu Gentil chegou ao Brasil na década de 50 e fez história em Niterói. Trabalhou inicialmente como alfaiate, mas se destacou mesmo na padaria", publicou Grael no Twitter.


Nos deixou hoje o querido Gentil Moreira de Souza, fundador da tradicional Confeitaria Beira Mar. Oriundo de Portugal, Seu Gentil chegou ao Brasil na década de 50 e fez história em Niterói. Trabalhou inicialmente como alfaiate, mas se destacou mesmo na padaria. pic.twitter.com/5JEcbo64aY— Axel Grael (@axelgrael) July 19, 2021

"Construiu a Beira Mar, símbolo de sucesso no ramo, hoje, com 47 anos de tradição. Além disso, foi uma figura de apoio para diversos imigrantes portugueses que precisavam de suporte ao chegar por aqui. Minhas sinceras condolências aos familiares do Seu Gentil e à toda comunidade portuguesa de Niterói. Ele será sempre lembrado com muito carinho por nossa cidade!", prossegue o post do prefeito.

Pela atuação junto aos compatriotas que também emigraram para o Brasil, Gentil já foi agraciado com a Ordem do Mérito do governo de Portugal, pela qual recebeu o título de "comendador" do então presidente lusitano Cavaco Silva. Em 2014, a convite do Dom Orani Tempesta, cardeal arcebispo do Rio, recebeu pessoalmente, no Vaticano, uma benção do Papa Francisco. 

 

Gentil Moreira de Souza recebe a benção do Papa Francisco no Vaticano Foto: Arquivo

Além do tino para os negócios e do trabalho como alfaiate, Gentil também era músico e poeta. Ele escreveu quatro livros, que traziam memórias desde os tempos de infância, em Portugal, até os dias atuais, como contou no ano passado o jornalista Gilson Monteiro, um dos principais colunistas sociais de Niterói. Entre as obras do comerciante, estão "Dalém-mar ao Porto Seguro", "Tudo está vivo" e o sugestivo (e delicioso) título "Fazedor de sonhos".

Nos últimos anos, a Beira Mar vem sendo administrada por uma filha de Gentil, Maria Célia Naegele, gabaritada por diversos cursos de pâtisserie em Paris, e por uma neta do comerciante, Paula, formada em administração. Apesar da idade, o comerciante permanecia batendo ponto regularmente no estabelecimento. Ele também deixa um filho médico, Eduardo Gentil. 


Extra


Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire