Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 1 de julho de 2021

 


O Ceará conseguiu, até a tarde desta quarta-feira (30), ultrapassar a meta de aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em, pelo menos, cinco grupos prioritários. Os dados foram extraídos no Vacinômetro da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa-CE).

De acordo com a ferramenta, a meta de vacinação com a aplicação da primeira dose já foi atingida para profissionais da saúde; idosos institucionalizados; idosos; trabalhadores das forças de segurança, salvamento e forças armadas; e trabalhadores portuários.

De acordo com o imunologista Edson Teixeira, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), é importantíssimo que os grupos prioritários em questão tenham sido vacinados, porém, com as duas doses, já que há uma maior probabilidade de seus integrantes apresentarem casos mais graves da doença.

"Já observamos em alguns estudos que estão agora sendo publicados que há uma redução significativa tanto do número de casos, casos graves e mortes, demonstrando claramente que a vacinação é fundamental para que nós possamos sair definitivamente dessa crise", analisa o cientista.

Perto de chegar à meta instituída pela Secretaria estão o grupo de povos e comunidades quilombolas (99%), trabalhadores da Educação (97,2%); trabalhadores do transporte aéreo (94,4%); e indígenas (94%). De todos os grupos prioritários, porém, o que está mais distante de atingir o objetivo é o de gestantes e puérperas, pois apenas 72,9% dessas mulheres tomaram a primeira dose da vacina.

Os grupos prioritários foram os primeiros a receber a vacina no Ceará. Atualmente, são vacinadas no Ceará, grávidas, mulheres que deram à luz recentemente e as pessoas com 18 anos ou mais, em ordem decrescente de idade. 

Cobertura vacinal da 1ª dose por grupos

Grupos Meta Aplicação (Dose um) Cobertura vacinal (D1)
Trabalhadores da saúde 254.231 257.018 101%
Idosos institucionalizados 2.030 2.307 113%
Indígenas 20.427 19.281 94%
Idosos 1.180.363 1.216.014 103%
Povos quilombolas 14.781 14.685 99%
Trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e Armadas 29.857 32.373 108%
Gestantes e puérperas 49.361 35.986 72,9%
Pessoas com Deficiência e Comorbidades 516.441 405.774 78,5%
Trabalhadores da Educação 178.701 173.795 97,2%
Trabalhadores Portuários 2.243 2.975 132%
Trabalhadores do Transporte Aéreo 1.701 1.606 94,4%
População geral (45 a 59 anos) 824.691 677.320 (D1 ou única) 82%
Fonte: Sesa/CE
 
Na visão do imunologista, os grupos de gestantes e pessoas com comorbidades podem estar mais aquém da meta vacinal em função de dois principais aspectos: o receio das mulheres grávidas com a vacinação e a dificuldade em algumas pessoas conseguirem comprovar o aspecto de saúde que a torne prioritária.  
 
 
(G1/CE)

 

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire