Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 22 de julho de 2021

 


Durante diligências visando desarticular um grupo envolvido em estelionato, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) chegou até um escritório em Fortaleza, que era utilizado na fabricação de documentos falsos. No local, três pessoas foram presas, entre elas um homem que já era alvo da Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro (DCCLD). A ação foi registrada nessa terça-feira (20). Há indícios que apontam que os envolvidos já arrecadaram mais de R$ 2,5 milhões na aplicação de golpes. Todo o trabalho teve o apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Os policiais civis especializados chegaram ao imóvel situado no bairro Maraponga – Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9) de Fortaleza, onde estavam três suspeitos. Eles foram identificados por Francisco Bezerra Alexandre, 36 anos; Samara Lívia Pires Braga, 27, e Francisco Alison Pinto Patrício, 23 anos.

O suspeito identificado por Francisco Alexandre, que já responde por associação criminosa e uso de documento falso, já era alvo de um inquérito policial conduzido pela PC-CE. Após o colhimento da materialidade do crime, a autoridade policial representou pelo mandado de prisão preventiva em desfavor do suspeito. Contra ele havia um mandado de prisão preventiva em aberto pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos públicos e privados, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Na casa, foram encontrados 191 cartões magnéticos com dados de terceiros, maquinetas de cartões, notebooks, aparelhos celulares, além de outros documentos e chips telefônicos. No decorrer das ações policiais anteriores, os investigadores já haviam apreendido 200 cartões bancários. “Os suspeitos utilizavam os dados de terceiros para a abertura fraudulenta de contas e a utilização de cartões de créditos para a emulação de compras. Comprovado, até agora, o grupo já arrecadou com os golpes um total de R$ 2,5 milhões. Mas estimamos que seja um valor ainda maior”, disse o delegado titular da DCCLD, Ismael Araújo.

Os três suspeitos foram encaminhados à sede da Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro, em Fortaleza. Além do mandado contra Francisco Alexandre, todos foram autuados em flagrante por associação criminosa. Os dois homens responderão também por falsificação de documento público e privado e lavagem de dinheiro. A PC-CE apura se há o envolvimento de mais pessoas no esquema criminoso.

 

(SSPDS)

 

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire