Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 3 de agosto de 2021

 


Um filhote de gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus) foi resgatado pela equipe do Corpo de Bombeiros no quintal de uma casa no Bairro Alto Nelândia, na cidade de Tauá, no interior do Ceará. A corporação divulgou o resgate nesta segunda-feira (2).

O animal resgatado faz parte da menor espécie de felino do Brasil, possuindo porte e proporções corporais semelhantes ao gato doméstico (Felis silvestris catus). Além disso, na lista nacional de espécies ameaçadas, o gato-do-mato-pequeno foi considerado como vulnerável.

Segundo os agentes, o filhote resgatado será encaminhado para um zoológico e com isso ele perde o seu papel na natureza, tanto para reprodução quanto para equilíbrio da cadeia alimentar.

Isso acontece, conforme os bombeiros, porque os filhotes adquirem aprendizado de caça e sobrevivência com a mãe, por isso só podem ser soltos novamente na natureza caso venha a ter algum programa de reintrodução e monitoramento que comprove que será bem-sucedida sua soltura no habitat.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, o resgate de filhotes é relativamente comum, pois caçadores matam a mãe na tentativa de domesticar o animal e acabam desistindo, optando por abandonar ou entregar para os órgãos responsáveis. Além disso, as pessoas retiram os animais da natureza por falta de conhecimento. 

Prevenção

 


O Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) resgatou 5.217 animais silvestres em 2020. Já em 2019, foram 3.919 resgates.

Os animais silvestres são protegidos pela Lei dos Crimes Ambientais e os bombeiros destacam os cuidados que se devem ter ao encontrar um animal destes.

"Primeiro, mantenha sempre distância do animal; não tente capturá-lo para não ferir ou machucá-lo. Em seguida, acione uma equipe do Corpo de Bombeiros para fazer o resgate, ligando o número 193. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, inclusive em fins de semana e feriados".

No caso de animais silvestres em vias de tráfego de veículos, os bombeiros orientam aos condutores que reduzam a velocidade ou parem o veículo. "Assim, poderá evitar acidentes e não machucar o animal, na maioria dos casos, levando-o a morte".

Também é importante cercar cacmbas e valas para garantir a segurança dos animais. "... recomendamos que os poços, valas e cacimbas devem estar cercados, sinalizados e tampados para se evitar situações de acidentes. Os animais são curiosos e não tem noção do perigo".

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire