Moraes afasta delegado da investigação sobre suposta interferência na PF


 
Nesta sexta-feira (27), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu afastar o delegado Felipe Leal do inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) interferiu na corporação.

Em despacho divulgado hoje, o ministro do STF disse que o delegado estava avançando sobre temas que não guardam relação com o objeto do inquérito, aberto em abril de 2020 a partir de denúncia feita pelo então ministro da Justiça e Segurança, Sergio Moro, que pediu demissão acusando Bolsonaro de tentar interferir na PF.

“Verifico, porém, que as providências determinadas [pelo delegado] não estão no escopo desta investigação, pois se referem a atos que teriam sido efetivados no comando do DPF Paulo Maiurino, que assumiu a Diretoria-Geral da Polícia Federal em 6/4/2021, ou seja, após os fatos apurados no presente inquérito e sem qualquer relação com o mesmo”, escreveu Moraes.

Fonte: Gazeta Brasil

Tags