Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 24 de novembro de 2021

 


A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) prendeu, na tarde desta terça-feira (23), um homem suspeito de envolvimento em um homicídio no município de Sobral – Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14) do Estado. A captura ocorreu por força de mandado de prisão preventiva.

Conforme apurações realizadas pelo Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Regional de Sobral, Yan Saixas Frota Sousa (25) é apontado como autor de um crime de homicídio ocorrido em agosto deste ano. Na ocasião, um homem de 28 anos, com passagens por tráfico de drogas, foi morto a tiros em via pública.

Durante as investigações, os policiais civis identificaram Yan devido a uma tatuagem que ele possui. A imagem foi visualizada em câmeras de segurança que registraram o crime. Diante disso, um mandado de prisão pelo crime de homicídio qualificado foi solicitado e aceito pelo Poder Judiciário local.

Na tarde de hoje (23), o mandado contra Yan foi cumprido. Ele já estava recolhido em uma unidade prisional cumprindo pena pelos crimes de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. Em setembro deste ano, ele foi preso em flagrante com drogas e uma arma de fogo. Ainda conforme levantamentos policiais, a motivação do homicídio seria uma desavença entre a vítima e o suspeito pela comercialização de entorpecentes na região. O suspeito encontra-se à disposição da Justiça.

 

 

(SSPDS)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire