Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 26 de dezembro de 2021


Subiu para seis o número de pessoas assassinadas em uma chacina ocorrida em um campo de futebol, no Bairro Sapiranga, em Fortaleza, na madrugada deste sábado (25), de Natal. A informação foi confirmada pelo diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Harley Filho, após constatar que uma das seis vítimas que haviam sido levadas a unidades de saúde não resistiu aos ferimentos.

Segundo ele, das seis mortes já confirmadas pelos órgãos de segurança, cinco eram homens. A vítima que faleceu no hospital era uma mulher. As idades e as identificações das vítimas não foram divulgadas. Esta foi a sétima chacina ocorrida no Ceará em 2021, resultando na morte de 32 pessoas nesse tipo de crime.

O diretor do DHPP também afirmou que as forças de segurança conseguiram prender oito suspeitos de envolvimento na matança em uma casa na região. Com eles, foram apreendidas seis pistolas e dois kits roni, que são acessórios utilizados para transformar a arma em uma submetralhadora.

"Tão logo tomamos conhecimento acerca dessas mortes, a Polícia Civil iniciou as investigações de segmento, colocamos algumas equipes na rua pra tentar identificar a autoria, apreender as armas de fogo e, diante desse contexto, e com ajuda da população, conseguimos obter êxito em localizar uma casa onde indivíduos estariam portando armas de fogo e seriam realmente suspeitos desse crime", afirmou.

 O POVO

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire