Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 18 de fevereiro de 2022

 Criador do canal de notícias "Pirambu News", Givanildo Oliveira, foi morto a tiros no Bairro Pirambu, em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) pediu, nesta quinta-feira (17), a abertura de um inquérito para apurar o assassinato do dono do canal virtual de notícias "Pirambu News", Givanildo Oliveira. Ele foi morto a tiros no dia 7 de fevereiro, em cruzamento do Bairro Pirambu, em Fortaleza. O suspeito do crime está preso.

Em nota, a diretora geral da Unesco, Audrey Azoulay, disse que o crime é um ataque à liberdade de expressão e de imprensa. Ela disse ainda que as autoridades brasileiras devem se empenhar com todos os esforços para elucidar o crime e levar os responsáveis à justiça.

Segundo dados da Unesco, a América Latina é uma das regiões mais perigosas para o exercício do jornalismo.

Givanildo Oliveira, conhecido como "Gigi", era o criador e administrava as redes sociais do canal, que acumulava mais de 73.600 seguidores no Instagram, Facebook, YouTube e no blog de notícias. Nas postagens, ele divulgava matérias contra violência, denúncias e casos que ocorriam principalmente no Bairro Pirambu, na periferia de Fortaleza.

Câmeras de segurança mostram o momento do crime, quando um homem se aproxima de Givanildo enquanto ele atravessava a rua e dispara várias vezes contra a vítima.

A última postagem feita nas redes sociais do Pirambu News antes do crime foi noticiando a prisão de um suspeito de matar duas pessoas no Bairro Pirambu, no domingo (6). O autor do duplo homicídio foi capturado nesta segunda-feira (7), no mesmo bairro que o crime ocorreu.

Vários seguidores deixaram mensagens de pesar pela morte do criador do canal, que tinha o objetivo de fazer jornalismo independente.

Em novembro de 2021 o Pirambu News completou 6 anos de existência. Desde o início da criação, o portal deixou de noticiar alguns crimes ocorrido no bairro de origem, por questões de segurança.

Nota de pesar

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) lamentou o assassinato de Givanildo Oliveira, proprietário do canal virtual de notícias “Pirambu News” e divulgou uma nota de pesar sobre o caso.

"O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) lamenta o assassinato de Givanildo Oliveira, proprietário do canal virtual de notícias “Pirambu News”, ocorrido em Fortaleza, na noite da segunda-feira. Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família da vítima, a diretoria da entidade sindical cobra a apuração do crime, para saber se está relacionado a atuação do comunicador popular", diz um trecho da nota publicada no site da entidade.

"A Diretoria do Sindjorce destaca, ainda, a necessidade de adoção de um protocolo de segurança dos jornalistas que envolva as entidades representativas dos trabalhadores, dos empregadores e as forças de segurança, sejam nacionais, estaduais ou municipais.A violência contra jornalistas e comunicadores constitui um grave atentado à democracia".


(G1/CE)
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire