Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 28 de maio de 2022

 O mosquito Aedes aegypt é o transmissor da dengue e da chikungunya. — Foto: Raul Santana/Fiocruz/Divulgação

O Ceará registrou 11 mortes por chikungunya e quatro por dengue em 2022, segundo a Secretaria da Saúde estadual (Sesa). Dos óbitos por chikungunya, a maior parte aconteceu na região do Cariri, sendo cinco no município de Barbalha e quatro em Juazeiro do Norte. Houve ainda uma morte em Fortaleza e uma Boa Viagem. As vítimas tinham idades entre 21 e 93 anos, sendo sete do sexo masculino.

Já das mortes por dengue, duas são do município de Quixadá, uma de Aratuba e outra de Massapê, ocorridos nos meses de março (01), abril (02) e maio (01), com idades entre 02 a 52 anos — sendo três do sexo masculino.

No começo deste mês, seis das oito mortes causadas pela chikungunya no Brasil em 2022 era do Ceará, conforme dados do Ministério da Saúde. Outro estado que teve morte pela doença foi o Maranhão. A doença é causada pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite zika vírus e dengue.

Com relação ao resultado dos exames, 18,7% dos testes de dengue deram positivo, 63,2% de chikungunya deram positivo e 0,1% de zika também foram positivados. As informações constam no Boletim da Epidemiológico de arboviroses divulgado nesta sexta-feira (27). 

 

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire