Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 2 de maio de 2022

 Cidade quer ter a maior bolacha do mundo — Foto: Prefeitura de São Martinho/ Divulgação

A cidade de São Martinho, no Sul catarinense, está se preparando para entrar no Guinness, o livro dos recordes, com a maior bolacha do mundo, de aproximadamente 70 quilos. A informação foi divulgada pela prefeitura e a confecção deve acontecer em fevereiro de 2023. Desde 2020, a cidade é conhecida como a Capital catarinense das Bolachas Artesanais.

Segundo o município, a bolacha deverá ser feita no Pavilhão do Produto Colonial, com oficinas de produção das bolachas que serão oferecidas à comunidade.

Com a inserção do município no Guinness World Records, a ideia é atrair turistas e desenvolver o turismo local. Atualmente, a administração municipal busca recursos para viabilizar a inscrição no livro dos recordes.

São Martinho possui 3.109 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e recebe mensalmente em torno de 18 mil visitantes. Segundo a prefeitura, a colônia recebeu o nome de Praia Redonda, por ter uma praia com formato arredondado, em 1962, passou a chamar-se São Martinho, em homenagem ao padroeiro de várias comunidades alemães.

Marcada características da colônia germânica, a população ainda conserva casas em estilo enxaimel, com estrutura de madeira preenchida com tijolos e telhados inclinados. A população fabrica e vendendo muitos produtos caseiros. 

 

(g1)

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire