Fiocruz alerta para aumento de síndromes respiratórias graves no Ceará


 
Novo Boletim do InfoGripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta quinta-feira, 12, aponta para possível alta de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Ceará. Os indícios de crescimento entre a população adulta vinham sendo apontados pela instituição para outras unidades federativas e agora chegam ao Estado.


Analisando os dados referentes às últimas seis semanas, a Fiocruz alerta que o Ceará tem uma probabilidade acima de 95% de estar passando por um crescimento dos casos de síndrome respiratória grave. Os casos monitorados são aqueles que apresentaram febre, tosse ou dor de garganta e dificuldade respiratória e que tenham necessitado hospitalização ou que vieram a óbito.


Além do Ceará, a atualização do monitoramento indica sinal de crescimento nos casos de SRAG em outros 16 estados: AC, AL, AM, AP, MA, MS, MT, PA, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC e TO. Em Minas Gerais, há sinal de crescimento apena
s na tendência das últimas três semanas. Os demais apresentam tendência de estabilidade ou queda.

O POVO
Tags