Nova CHN visa menos falsificações e prevê inclusão de nome social

 Carteira Nacional de Habilitação (CNH)(foto: Ministério da Infraestrutura/Conselho Nacional de Trânsito)

Um novo modelo de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passou a ser emitido pelo Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), a partir dessa quarta-feira, 1º. Dentre as alterações da nova versão está a possibilidade de utilizar o nome social e a indicação da família afetiva. O documento também possui novos elementos gráficos e uma segunda cor para aumentar a segurança.

Conforme o gerente de prontuário de habilitação do Detran-CE, Rodolfo Ribeiro, a nova CNH tem três objetivos principais. "O primeiro está relacionado a questão da segurança, por isso temos a inserção de uma segunda cor no documento, além de novos elementos gráficos (imagens geográficas e secretas) para dificultar a falsificação do documento", comenta.

Além disso, o modelo do documento segue padronização internacional, de forma a que a CNH possa ser apresentada a autoridades de trânsito em outros países. "Teremos um número codificado, um mesmo apresentado nos passaportes. As pessoas podem levar a CNH para outros países. O novo documento deve facilitar, para as autoridades de trânsitos estrangeiras, a visualização das categorias que o motorista é habilitado para conduzir".

O novo modelo trata ainda de questões sociais. Segundo o gerente, há a previsão de inclusão do nome social do condutor, bem como a listagem da filiação afetiva (inclusão do nome de dois pais ou duas mães), algo que, de acordo com Rodolfo, o modelo antigo não permitia.

Permissão para Dirigir

Antes de receber o documento definitivo, a CNH, o motorista recebe a permissão para dirigir (PPD),
para poder conduzir veículos automotores e elétricos dentro do território nacional, durante o período de 12 meses. Com a mudança na Carteira, a PPD apresentará a letra “P”; já para a habilitação definitiva, o documento contará com a letra “D”.

A orientação repassada pelo Detran é que os condutores que já possuem o documento no formato anterior não precisam trocar pelo novo modelo de imediato. A emissão da nova CNH será realizada para novos motoristas, aprovados no processo de primeira habilitação, conforme a necessidade de renovação do documento, de acordo com o vencimento.

O novo documento também será fornecido aos motoristas que precisarem solicitar a 2ª via, a partir de 1º de junho de 2022. Os processos de habilitação no Detran são realizado mediante o pagamento de taxas. Para renovar a habilitação há um custo médio de R$ 200. Para tirar a segunda via do documento, paga-se um valor de R$ 99.

 

 

(O Povo)

Tags