Kitesurfista é arrastado para fora do mar com rajada de vento e fica ferido no Ceará

 Kitesurfista ficou ferido após ser arremessado por rajada de vento para terreno na Praia do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Um praticante de kitesurf ficou ferido após ser arremessado por uma rajada de vento do mar para um terreno na Praia do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza. O caso aconteceu na tarde de segunda-feira (29).

Vídeos gravados momentos após o acidente mostram o kitesurfista caído em um terreno, nas proximidades do Terminal Portuário do Pecém. Segundo testemunhas, o homem praticava o esporte quando foi atingido por um vento forte, voou por cima de uma pista próxima à faixa de areia e caiu no terreno.

Kitesurfista ficou ferido após ser arremessado por rajada de vento para terreno na Praia do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

A vítima, de cerca de 60 anos, teve ferimentos na cabeça e foi socorrida para um hospital particular. Não há informações sobre o estado de saúde do homem. Seguranças e pessoas que estavam nas proximidades ajudaram a socorrer o praticante de kitesurf, conduzido ao hospital por uma ambulância particular.

O kitesurf é um esporte aquático que utiliza uma pipa ou papagaio, comumente chamada pelos praticantes de kite, e uma prancha com ou sem alças de suporte para os pés. A pessoa, com a pipa presa à cintura através de um dispositivo chamado trapézio, coloca-se em cima da prancha, comanda o kite com a barra, sobre a água, e é impulsionada pelo vento que atinge pipa.

Temporada de ventos

Kitesurfista ferido foi socorrido para um hospital particular. — Foto: Reprodução

Kitesurfista ferido foi socorrido para um hospital particular. — Foto: Reprodução

O Ceará está na temporada de ventos fortes, que teve início neste mês de agosto e vai até outubro, atraindo praticantes de esportes aquáticos.

O fenômeno ocorre devido à aproximação do centro de alta pressão no Oceano Atlântico Sul, chamado de alta subtropical do Atlântico Sul.

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), cidades da faixa litorânea devem ter rajadas de ventos acima de 50 km/h e municípios do Centro-Sul, Sertão Central e Inhamuns vão receber ventos acima de 70 km/h. 

 

 

(G1/CE)

Tags