Veja dez dicas para economizar combustível

 O excesso de peso é um dos fatores que mais aumentam o gasto com gasolina, portanto a dica é não andar com o tanque sempre cheio — Foto: Arquivo SVM

Mesmo com a redução do preço da gasolina anunciada pela Petrobrás, no ano, o combustível ainda acumula alta de 14,24%. Uma pesquisa da Agência Nacional do Petróleo e Gás em 101 postos de combustíveis em Fortaleza aponta preços do litro da gasolina variando entre R$ 5,19 no estabelecimento mais barato e R$ 6,37 no mais caro. A pesquisa da ANP foi feita entre 13 e 20 de agosto.

Além de pesquisar bastante na hora de abastecer com o menor preço possível, motoristas também precisam ter cuidado para economizar combustível, seja na hora de encher o tanque ou na hora de manusear o veículo.

O g1 conversou com Nelio Dgrazi, especialista no nicho de automóveis, que listou dez dicas de como economizar gasolina no uso diário do automóvel. Entre outros cuidados que o condutor deve tomar para não desperdiçar combustível estão o correto uso dos faróis, do ar condicionado e a velocidade. Confira as dicas abaixo.

Velocidade​

Dirigir com velocidade inconstante pode gerar até 50% mais consumo de combustível. Em aceleradas e freadas bruscas, o motor consome mais gasolina, por exigir do motor um trabalho maior.

O trânsito intenso nas grandes cidades muitas vezes torna isso um desafio, mas o ideal para economia de combustível é manter uma velocidade constante.

A calibragem correta dos pneus é essencial, já que quando vazios o atrito dos pneus com o asfalto aumenta, tornando a locomoção mais difícil e consequentemente exigindo mais do motor. Um motor que precisa de mais esforço aumenta o consumo de gasolina ou etanol.

Calibragem dos pneus​

A calibragem correta dos pneus é essencial, já que quando vazios o atrito dos pneus com o asfalto aumenta, tornando a locomoção mais difícil e consequentemente exigindo mais do motor. Um motor que precisa de mais esforço aumenta o consumo de gasolina ou etanol.

Trocas de marcha​

Quando a troca de marcha é realizada de maneira suave e na rotação ideal (em torno de 2500 rpm), o seu motor agradece. Dirigir de maneira agressiva desgasta seu motor, portanto para economizar gasolina preze sempre por uma troca de marchas gradual e macia.

Manutenção preventiva​

Problemas no seu carro podem fazer com que ele consuma mais gasolina, portanto manter o veículo sempre em bom estado ajuda economizar.

Um carro desalinhado, por exemplo, prejudica o desempenho do motor, que precisa de mais esforço e consequentemente utiliza mais gasolina, além de ter menos estabilidade e provocar um desgaste maior nas peças.

Parece óbvio, mas se atente também aos freios, rodas travadas ou com algum atrito errado no freio, aumentam o consumo já que o motor precisa fazer mais força para rodar.

Aceleração​

Aquela velha história de que é preciso aquecer o motor antes de sair com o carro já ficou pra trás. Os propulsores com injeção eletrônica dão conta de fazer o carro andar logo que o motorista dá a partida, mesmo no frio.

A injeção eletrônica envia menos combustível ao motor quando o carro está engrenado. Além disso esquentar o motor num carro com injeção eletrônica pode desgastar as peças e diminuir sua vida útil.

Uso dos faróis​

Toda a demanda energética em um automóvel é suprida pelo combustível. Os faróis ligados aumentam essa demanda de potência elétrica que o alternador do seu veículo deve suprir, e de fato o alternador fica “mais pesado” e resistente ao ser girado.

O motor do automóvel então precisa trabalhar mais, o que provoca um aumento no consumo de combustível.

Cuidados ao encher o tanque​

Encher o tanque como forma de se prevenir a um aumento inesperado dos preços de combustível pode ser um tiro no pé.

O excesso de peso é um dos fatores que mais aumentam o gasto com gasolina, já que quanto mais pesado estiver o carro, mais força ele vai precisar fazer para andar.

Combustível também pesa, portanto, a dica é não andar com o tanque sempre cheio.

Uso do ar-condicionado

Em dias quentes tem motorista que não dispensa o ar-condicionado. É bom alertar que dispositivo tem relação direta com o consumo combustível.

O compressor do ar-condicionado é um periférico do motor. Logo, para ser acionado, ele exerce uma pressão extra sobre o motor, que eleva o consumo de gasolina em média 10%.

Entretanto, em estradas, abrir as janelas com velocidades acima de 80km/h implicam em um gasto até maior que com o aparelho ligado por conta da resistência do ar, fique sempre atento!

Uso adequado do ponto morto​

É crença popular que o ponto morto é econômico e que utilizá-lo em descidas é vantajoso, mas não é bem assim. Com o carro desengatado perde-se o auxílio do freio-motor e o carro exige mais do sistema de freio, que pode falhar. Então, o recomendado é deixar o carro engatado na marcha mais alta, sem acelerar.

Troca do óleo​

A troca de óleo regular, diminui o atrito e desgaste entre as peças do motor. Funcionando de forma mais suave o motor consome menos gasolina.

É importante também se atentar à viscosidade correta do óleo, utilizar o óleo errado pode ser fatal: O motor se desgasta mais rápido, diminuindo a eficiência do carro e aumentando o consumo de combustível. 

 

G1

Tags