Ceará ainda mais quente? Entenda o que é o B-R-O Bró

 B-R-O Bró fazem referência aos meses mais quentes do ano no Ceará: setembro, ...

Tem notado que a sensação térmica no Ceará está de “um sol para cada um”? Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos, isso se dá em decorrência do chamado B-R-O Bró, o trimestre caracterizado pelos meses mais quentes do ano. O B-R-O Bró tem início em setembro e se encerra no mês de dezembro. Durante esses meses, o “calor medonho” vem acompanhado dos baixos valores de umidade relativa do ar.

O que significa B-R-O Bró?

A sigla corresponde ao trimestre setembro-outubro-novembro, os quais apresentam a terminação em “bro”. Neste trimestre, de acordo com dados históricos levantados pela Funceme, outubro é o mês em que o Estado recebe mais radiação solar.

“Neste período, é natural que o padrão de circulação atmosférica favoreça predominância de estabilidade atmosférica, ou seja, tempo firme em todas as regiões. Logo, com condições de sol e poucas nuvens, é natural que as temperaturas sejam elevadas em comparação a outros meses como, por exemplo, os meses da quadra chuvosa”, aponta a Fundação.

Ressalta-se que as temperaturas máximas tendem a ser mais elevadas nas cidades do Interior do Estado, pois há uma menor disponibilidade de umidade no ar devido à distância em relação ao Oceano Atlântico.

Em contrapartida, municípios localizados na faixa litorânea do Ceará tendem apresentar a maior disponibilidade de umidade que, por consequência, favorece menor amplitude térmica (diferença entre temperatura máxima e a mínima) e temperatura constante ao longo dos dias.

Ventos fortes no litoral

Ainda conforme informações da Funceme, nos meses de agosto a outubro, geralmente, as rajadas de vento são mais frequentes sobre o Estado, principalmente nos setores da faixa litorânea e regiões de serras como, por exemplo, Serra da Ibiapaba.

O motivo pelo qual os ventos ficam mais intensos nesta época está ligado à aproximação da Alta Subtropical do Atlântico Sul (alta pressão atmosférica que possui comportamento semi-permanente sobre o oceano Atlântico sul) em relação à costa leste do Brasil.

Partindo desse princípio, esta temporada do ano é classificada como “época dos ventos fortes” que pode ir até novembro/dezembro, mas sendo o trimestre setembro-outubro-novembro o que tende a ter ventos mais fortes em média.

 

(O Povo)

Tags