Em cidade mais cirista do país, lembrança da construção de estradas na década de 90 mantém apoio a Ciro

 

Cidade de Pires Ferreira no Ceará, com cerca de 10 mil habitantes — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

O município cearense de Pires Ferreira, a 303 km de Fortaleza, foi o que registrou, proporcionalmente, o maior número de votos em Ciro Gomes (PDT) no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018: 70,46%, o que faz dele a cidade mais cirista do Brasil.

O g1 foi às cidades que mais votaram proporcionalmente em Lula(Central do Maranhão, MA), Bolsonaro (Nova Pádua, RS) e Ciro (Pires Ferreira, CE) nas últimas eleições que eles disputaram. Os três lideram a disputa neste ano segundo o Ipec e o Datafolha.

No município de pouco mais de 10 mil habitantes, as estradas construídas na época em que Ciro governou o estado, na década de 90, são sempre lembradas pelos moradores e apontadas como motivo para a sua popularidade. O berço político de Ciro, a cidade de Sobral, fica a pouco menos de 100 quilômetros de Pires Ferreira.

A ligação pelo asfalto entre Pires Ferreira e as cidades vizinhas das regiões Norte e da Ibiapaba permitiu o desenvolvimento da economia local e facilitou o dia a dia da população, que antes precisava vencer quilômetros de terra batida ou, quando chovia, de lama.

Um dos acessos para Pires Ferreira é a rodovia CE-524. Ela foi pavimentada pelo então governador Ciro Gomes na década de 90. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares


O acesso para Pires Ferreira é feito, principalmente, pela rodovia CE-524. Há também as rodovias CE-366 e Deputado Elísio Aguiar. É por elas que todos os dias chegam mercadorias que abastecem a cidade e movimentam as feiras livres. O funcionalismo público e a agricultura são as principais fontes de renda da cidade.

O comerciante Antônio Hélio Oliveira, 58 anos, é um dos que atribuem o seu voto no pedetista ao investimento na infraestrutura da cidade.

    "Aqui, nós somos pequenos comerciantes, e, com a melhoria das estradas, tudo melhorou. Antes, com a estrada de terra batida e lama, era uma dificuldade para trazer e vender mercadorias. Limitava-se o comércio de forma local. Com as estradas, mudou positivamente", afirma. 


O comerciante Antônio Hélio Oliveira, 58 anos, destaca a importância das estradas para a cidade — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares



"Há muitos anos, antes das reformas nas estradas, nós saíamos daqui para o Ipu, Ipueiras, Reriutaba e até Sobral para conseguir produtos e vendê-los. Hoje, chega gente de toda a região norte [do Ceará]. Trazem mercadorias e compram também", afirma Antônio Hélio.

Outro comerciante e também eleitor de Ciro, Luciano Moreno, 54 anos, reforça a construção das estradas como principal motivo para a população votar no pedetista. Nascido em Pires Ferreira, seu Luciano, como também é conhecido, mora no lugar desde quando a cidade fazia parte de Ipu.

    "Nasci aqui e lembro demais da dificuldade para sair daqui para outra cidade. Era terreno batido e cheio de buraco. Quando chovia, não tinha como passar. Nem de carro com tração quatro por quatro! Eu ia com meus pais para Sobral, por exemplo, de trem", recorda.



Pires Ferreira se desenvolveu devido a construção da linha férrea que ligava Sobral a Crateús no final do século XIX, na qual foi janeiro de 1925 foi instalada uma Estação Ferroviária na localidade, marcando o desenvolvimento do local. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares

Apesar da popularidade de Ciro Gomes em Pires Ferreira, ele lamenta o fato de o pedetista nunca ter visitado o município. "Conhecemos ele só por foto e pela televisão", diz.

Turismo na região


Uma das construções mais antigas do município é a igreja matriz de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, construída no final do século XIX. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares


Erivan Ferreira do Vale, 40 anos, trabalha como motorista e conta que, quando era criança, seus pais precisavam ir de trem para outras cidades porque a viagem pelas antigas estradas era muito complicada.

Com a pavimentação das rodovias da região, ele consegue circular entre as cidades de Reriutaba, Ipu, Ipueiras, Guaraciaba do Norte e levar turistas, principalmente, para Viçosa do Ceará e Ubajara.

    “No meu caso, que sou motorista e dependo das viagens para sobreviver, sou grato ao Ciro. Lembro das péssimas condições das vias de acesso. Até o turismo é beneficiado por conta disso. Muita gente vem conhecer Viçosa do Ceará e o bondinho de Ubajara. Faço muitas viagens para lá", conta.

O aposentado Domingos Magalhães, 71 anos, se recorda da dificuldade que havia para ir a Sobral. "O caminho era muito difícil. Quando reformaram as rodovias que dão acesso a Pires Ferreira, nos anos 90, houve melhorias, principalmente para o comércio local. Não é mais necessário você sair daqui para vender suas mercadorias e comprar. Tudo chega até você. Esse benefício que o Ciro nos deu é imensurável".

Feira livre ocorre todos os dias na cidade de Pires Ferreira. — Foto: Gioras Xerez/Sistema Verdes Mares



No último ranking do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) disponível, com base no Censo de 2010, Pires Ferreira aparece no 234º lugar no país, com 0.591, considerado baixo.

O indicador leva em conta três dimensões (longevidade, renda e educação) e varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano.

O IDHM é uma versão local do IDH, o índice social usado pela ONU para avaliar o grau de desenvolvimento humano em países.

Bolsonaro x Ciro


Atualmente, Pires Ferreira é administrada por uma correligionária de Ciro: a prefeita Lívia Maria Mesquita Mororó Muniz Marques (PDT).

Apesar da popularidade do partido na cidade, a sigla não é unanimidade entre os moradores. "Queremos mudança. Nas eleições passadas, eu votei no Ciro Gomes, mas, neste ano, votarei no Bolsonaro. O Ciro está falando demais e neste ano não terá meu voto", afirma o autônomo Francisco Alessandro Soares, 48 anos.

O universitário Mário Henrique Soares, 21, estuda psicologia em Sobral e vai e volta em ônibus cedido pela prefeitura de Pires Ferreira. Nas eleições de 2018, votou em Ciro e, neste ano, não mudará sua escolha.

"Meus pais sempre votaram nele. Tenho amigos que votaram nele e continuarei votando no Ciro. A infraestrutura que ele trouxe para gente, para o povo da região norte [do Ceará] foi muito importante. Por isso, ele pode contar comigo."

 





(g1)