Em meio à pandemia, 3 escolas públicas de Pires Ferreira estão entre as melhores do Brasil

Três escolas públicas de Pires Ferreira foram destaque no Ideb 2021 e estão entre as melhores do Brasil


O Ceará detém mais uma marca positiva na educação: das 10 melhores escolas do Brasil nos anos iniciais (1º ao 5º ano), todas são cearenses. Os dados se baseiam nos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado nesta sexta-feira (16).

A instituição com maior nota do País (9,9) no índice foi a Escola de Ensino Fundamental Francisca Diogo Gomes, localizada no município de Massapê, a cerca de 240 km de Fortaleza.

O segundo melhor resultado no nível, que engloba do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, foi da Escola Municipal Antônio Silvano Balacó, em Pires Ferreira.

Ainda nesta etapa, 87 das 100 maiores notas do País foram de escolas cearenses.

10 melhores escolas do Brasil no Ideb 2021 (1º ao 5º ano)

Escola de Ensino Fundamental Francisca Diogo Gomes (Massapê, Ceará)
Escola Municipal Antônio Silvano Balacó (Pires Ferreira, Ceará)
Centro Educacional Rural (Pires Ferreira, Ceará)
Escola Municipal José Alves de Sena (Ararendá, Ceará)
Escola Municipal José Eneas Pinheiro (Milhã, Ceará)
Escola Municipal Prefeito Raphael Cláudio de Araújo (Mucambo, Ceará)
Escola Municipal Joaquim José Monteiro (Cruz, Ceará)
Escola Municipal Macário José de Farias (Cruz, Ceará)
Escola Municipal Francisco Ricardo da Silva (Mucambo, Ceará)
Escola Municipal Maria Vânia Farias Linhares (Mucambo, Ceará)
O Estado também se destaca na avaliação dos anos finais do ensino fundamental, que compreendem as turmas de 5º ao 9º ano: das 10 melhores escolas do Brasil nesse nível, 8 são cearenses.

A maior nota do Ideb 2021 (9,1) foi da Escola de Ensino Fundamental Joaquim José Monteiro, na cidade de Cruz, no Norte cearense; seguida pelo Centro de Educação Infantil e Fundamental (CEIF) Edval Araújo da Silva, que obteve 8,9 no índice.

Considerando os anos finais, 70 das 100 melhores escolas do Brasil são do Ceará.

10 melhores escolas do Brasil no Ideb 2021 (5º ao 9º ano)

Escola Municipal Joaquim José Monteiro (Cruz, Ceará)
Centro de Educação Infantil e Fundamental Edval Araújo da Silva (Novo Oriente, Ceará)
Escola Municipal Alzira Maria de Araujo (Pires Ferreira, Ceará)
Escola Municipal Firmino José (Ararendá, Ceará)
Escola Municipal  João Evangelista da Cruz (Cruz, Ceará)
Escola Municipal Pedro Marques da Cunha (Cruz, Ceará)
Escola Municipal 03 de Dezembro (Ararendá, Ceará)
Escola Municipal Santa Cecília (Cruz, Ceará)
Escola Municipal Professora Janaina Mercia Freire Silva (Custódia, Pernambuco)
Escola Municipal de Educacao Basica Engenheiro Guttenberg Breda Netto (Coruripe, Alagoas)
Ensino médio é gargalo do Ceará

O sucesso da educação cearense no ensino fundamental não se repete no nível médio: das 10 melhores escolas do Brasil nessa etapa, apenas 2 são do Ceará. O Colégio Militar de Fortaleza, que obteve nota 7,0 no Ideb 2021, aparece em 5º lugar.

Já a Escola de Ensino Profissionalizante Adriano Nobre, em Itapajé, aparece em 10ª posição, com nota 6,8.

No ensino médio, só 24 entre as 100 maiores notas do País foram obtidas por escolas cearenses.

As primeiras posições são ocupadas por instituições das cidades de Recife (7,6), Barbacena (7,5) e Ijuí (7,4). Nenhuma instituição brasileira obteve média 8 ou acima disso entre três últimas séries do ensino básico.

10 melhores escolas do Brasil no Ideb 2021 (Ensino Médio)

Escola de Aplicacao do Recife (Pernambuco)
Escola Preparatória de Cadetes Do Ar (Minas Gerais)
Colegio Tiradentes Ijui (Rio Grande do Sul)
Colégio Tiradentes Passo Fundo (Rio Grande do Sul)
Colégio Militar de Fortaleza (Ceará)
Colégio Tiradentes Santa Maria (Rio Grande do Sul)
Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra (Pernambuco)
Presidente Vargas Etec (São Paulo)
Irmã Agostina Etec (São Paulo)
Eeep Adriano Nobre (Ceará)
Como é calculada a nota do Ideb?

A média padronizada dos estudantes é obtida a partir das proficiências médias em Língua Portuguesa e Matemática alcançadas na Prova Brasil ou no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

A nota é utilizada como indicador de qualidade educacional desde 2005. Em 2007, entraram em vigor metas a serem alcançadas a cada nova edição, divulgada a cada dois anos pelo Inep.

Para que serve o Ideb?

O Ideb permite o monitoramento do sistema de ensino do País através do diagnóstico e norteamento de ações políticas. Ele ajuda a:

detectar escolas e/ou redes de ensino cujos alunos apresentem baixa performance em termos de rendimento e proficiência; monitorar a evolução temporal do desempenho dos alunos dessas escolas e/ou redes de ensino;

direcionar programas para promover o desenvolvimento educacional de redes de ensino em que os alunos apresentam baixo desempenho.

 

(Diário do Nordeste)