Matrículas na rede pública de educação caem quase 2% em um ano no Ceará, diz Inep

 Dados preliminares sobre matrículas na rede pública foram divulgados nesta sexta-feira (16). — Foto: TV Globo/Reprodução

O Ceará teve queda no número de matrículas de alunos na rede estadual de ensino, segundo dados preliminares do Censo Nacional da Educação Básica, do Ministério da Educação. O estado teve 1.615.836 matrículas em todos os níveis da educação básica frente a 1.646.562 em 2021 — uma redução de 1,8%.

Os dados preliminares deste ano foram divulgados nesta sexta-feira (16) no Diário Oficial da União (DOU). Os dados finais serão divulgados pelo Inep em dezembro, após eventuais correções solicitadas por municípios e estados. Com isso, poderá existir uma comparação com o levantamento consolidado de 2021.

No levantamento recém-divulgado, o estado teve 309.545 matrículas no ensino médio na rede pública neste ano. O número representa queda de 3,99% em comparação aos dados consolidados de 2021, quando houve 322.412 matrículas nesse âmbito. 

Em relação ao ensino fundamental, os dados preliminares relativos a 2022 apontam 886.983 matrículas, juntando os anos iniciais e finais da modalidade. Se comparado ao índice do ano passado, houve queda de 2%, dado que foram feitas 905.870 matrículas na rede pública no estado.

Em contrapartida, o número de alunos da educação infantil teve crescimento em território cearense. Foram 325.971 matrículas neste ano, 505 a mais que no último ano.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirmou, em nota, que, a partir da próxima segunda-feira (19), gestores municipais e estaduais poderão conferir, confirmar e, se necessário, retificar, no Sistema Educacenso, os dados escolares apresentados nos relatórios por escolas. O procedimento pode ser realizado até 18 de outubro.

Nesse período, escolas poderão alterar as informações declaradas, ou completá-las com dados que não foram informados no período de coleta da pesquisa estatística. As correções devem ter como base a data de referência do Censo Escolar 2022 (25 de maio).

A Secretaria da Educação do Ceará (Seduc-CE) reforçou ao g1 que os dados divulgados pelo Inep são preliminares e vão ser revisados ao longo do ano, sendo consolidados na etapa final do censo escolar. "Esses dados preliminares demonstram uma redução na matrícula, conforme análise dos especialistas, em decorrência de variáveis externas tais como: redução demográfica na faixa etária da oferta, envelhecimento da população, correção do fluxo escolar ou de defasagem entre idade-ano escolar para garantir a aprendizagem nesse período com sucesso. Também apontam para a regularização do fluxo do ensino fundamental, por meio do Programa Aprendizagem na Idade Certa (Mais Paic), dentre outras ações", diz a pasta. 

 

G1

 

Tags