Super tufão com rajadas de vento de até 300km/h se desloca para o Japão

 Formação do ciclone Hinamnor

Um intenso ciclone avança no Oceano Pacífico rumo ao continente asiático. O supertufão Hinnamnor é equivalente a um furacão de categoria 5. Na manhã de quinta-feira (1º), o fenômeno seguiu de Oeste para Leste, em direção a ilhas que pertencem ao Japão.

Conforme o Centro de Previsão Conjunto de Tufões (JTWC), força tarefa feita em conjunto envolvendo a Marinha e a Força Aérea dos Estados Unidos, os ventos máximos sustentados da tempestade do Hinnamnor foram estimados em 257 km/h — o que credita ao ciclone tropical a classificação de um supertufão raro.

Veja movimento de Hinnamnor no mar:

O órgão americano de meteorologia informou que o ciclone conta com rajadas de até 300 km/h dentro da parede do tufão. Ele está a 500 km ao Sul-Sudeste da ilha de Kyushu, no Japão.

Dados raros

Dr. Jake Carstens, ‎meteorologista e cientista de furacões pós-doutorado, destacou nas redes sociais que é raro obter dados de radar de alta qualidade tão significativos sobre um tufão do Pacífico Oeste.

"Hinnamnor‎‎ tem traços reservados para as tempestades mais fortes:  Paredes oculares quase perfeitamente concêntricas, separadas por um "fosso" de chuva mais fraca e movimento errático auto-induzido‎", apontou Carstens.

Qual o caminho do  supertufão Hinnamnor?

À medida que Hinnamnor avança para o Oeste, a maior parte do Japão está sob aviso ou alerta, mas o risco maior é para as Ilhas Daito, a Sudeste de Okinawa, onde residem cerca de 2.100 moradores.

Outras duas pequenas ilhas povoadas na rota da tempestade, Minamidaitojima e Kitadaitojima, ficam a cerca de 60 metros acima do nível do mar em seu ponto mais alto, feitas de calcário que se formou sobre antigos recifes de coral.

Qual a diferença entre furacões, tufões e ciclones?

Todos os fenômenos são tempestades tropicais que recebem nomes diferentes conforme a região do globo em que ocorrem. No norte do Oceano Atlântico e no nordeste do Pacífico, ganham o nome de furacões.

Quando surgem no noroeste do Oceano Pacífico, são nomeados de tufão. Por fim, o ciclone é a tempestade tropical formada no Pacífico Sul e no Oceano Índico.

 

(Diário do Nordeste)

Tags