CBF lança campanha para “ressignificar” camisa da Seleção Brasileira

 

 

Antes da convocação da lista final com os nomes dos 26 atletas que representarão o Brasil na Copa do Mundo do Catar, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) exibiu uma peça publicitária para promover a blusa da Seleção Brasileira. O vídeo constitui uma estratégia da CBF para dissociar o cunho político atribuído ao uniforme, já que, nos últimos quatro anos, o item foi utilizado como símbolo de apoiadores do atual presidente República, Jair Bolsonaro.

O vídeo de apresentação contou com imagens de brasileiros vestindo a camisa verde-amarela e trechos da música “Tão Bem”, de Lulu Santos. Por meio dessa campanha, a CBF busca despertar novamente a paixão do torcedor pelo Brasil, associando o refrão da música ao manto da Seleção.

“É o início de uma campanha institucional. Passará na TV aberta e fechada, e nas redes sociais. É para mostrar que todos podem se sentir bem com a camisa da Seleção”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

No período eleitoral, a CBF e a comissão técnica da Seleção evitaram se manifestar sobre qualquer assunto envolvendo partido ou movimentos políticos. O único jogador que “quebrou” o protocolo imposto pela entidade foi o atacante Neymar Jr., que anunciou seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

 

(Metrópoles)

Postagens mais visitadas