Carros fora de uso do Governo do Ceará são furtados no pátio da Expoece

Flagrante ocorreu nesta segunda-feira (12). Um morador fez um vídeo.  — Foto: Reprodução
Flagrante ocorreu nesta segunda-feira (12). Um morador fez um vídeo. — Foto: Reprodução

 

Veículos do Governo do Estado do Ceará que estão fora de uso são alvos constantes de ladrões no pátio do Parque de Exposição Governador César Cals, a Expoece, no Bairro São Gerardo, em Fortaleza. Ação dos criminosos ocorre em plena luz do dia e é filmada por vizinhos. (assista no vídeo acima)

Imagens enviados ao g1 mostram um homem retirando peça do motor do carro. Minutos depois, outra pessoa remove uma peça. Segundo o morador que filmou o furto e prefere não se identificar, são vários veículos alvos dos criminosos todos os dias. Eles removem partes como capô, porta, pneu, banco, peças do motor.

"São veículos de passeio, caminhonetas e caminhões, que estão sem uso. Os veículos estavam estacionados até 2020 no pátio da Secretária de Agricultura, sendo transferidos para o terreno da Expoece. Com isso, eles estão expostos a ação de ladrões, que estão furtando diariamente todas as peças", relata.

Segurança reforçada

De acordo com a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), responsável pelo terreno onde ficam os veículos, os carros são “bens inservíveis para a administração pública”, deslocados para uma área recuada do Parque de Exposição Governador César Cals.

A pasta afirmou que na oportunidade, a segurança do local foi reforçada para inibir a ação dos criminosos.

Ainda de acordo com a secretaria, na manhã desta terça-feira (13) os veículos começaram a retornar para frente do Parque de Exposição, onde seguem guardados até a realização do leilão de bens inservíveis do estado, “uma vez que apesar de não mais uteis à instituição, podem ser utilizados para outras destinações como reciclagem ou aproveitamento de peças”.

A pasta destaca que desde que assumiu a SDA, a secretária Ana Teresa Barbosa de Carvalho solicitou o levantamento dos bens que, por desgaste natural do uso ou pela obsolescência tecnológica, já não estão mais a desempenhar, com eficiência, funções que deles se esperam. No entanto, devido a restrições do período eleitoral, a realização dos leilões foi adiada. 

 

 

(g1/CE)

Postagens mais visitadas