Você está em: Home CIDADE , IPU , PRINCIPAL Árbitro agredido fisicamente em jogo se pronuncia sobre o caso, e nega uso de arma de fogo


Em entrevista ao Repórter Francisco José da Rádio Regional AM o árbitro agredido fisicamente em jogo do Campeonato Ipuense de Futebol da 2ª Divisão, se pronunciou sobre o caso e negou que tenha disparo com arma de fogo.

O árbitro Célio Azevedo falou pela primeira vez a um veículo de comunicação sobre as agressões sofridas em um campo de futebol, entre as equipes; Atlético da Mina e Londrina da Baixa Larga. Na ocasião o Atlético vencia pelo placar de 1x0, e eram mais ou menos 39 minutos da etapa final, quando um atleta do Londrina proferiu palavras de baixo calão contra o árbitro, provocando sua expulsão, foi a partir daí que as agressões, que começou por um atleta, depois dois e vários outros.

Célio declarou que após as agressões sofridas e ao se ver banhado de sangue, ficou cego e não lembra com muita nitidez o que ocorreu dali em diante, inclusive sobre o fato que ter utilizado de uma de arma e ter efetuado disparos, o mesmo não foi afirmativo sobre essa última parte. Célio enfatizou que as agressões pelas quais os árbitros estão sofrendo é resultado da desorganização, da falta de apoio da gestão que veio para enterrar de vez o nosso desporto.

Acompanhe na sonora abaixo a entrevista na íntegra com um dos maiores esportistas do Ipu; o árbitro de futebol amador da região conhecido popularmente como "Célio Cepão".


Repórter Francisco José

Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire