Você está em: Home CEARA H1N1 mata 21 no Ceará, um caso confirmado em Crateús.


Vinte e uma pessoas morreram de H1N1 no Ceará nos quatro primeiros meses de 2018.

Foram mortes em:Fortaleza (nove),Eusébio (três), com uma morte: Aracati, Caucaia, Crateús, Iracema, Maracanaú, Milhã, Paraipaba, São Gonçalo do Amarante e Solonópole.Nenhum dos casos de óbito tinha histórico de vacina e 54,5% apresentavam fatores de risco. Quanto ao uso do Tamiflu®, apenas cinco (23,8%) iniciaram o tratamento em tempo oportuno, porém, quatro (80,0%) apresentavam um ou mais fatores de risco relacionados com SRAG.

Dentre os óbitos por influenza, 57,1% ocorreram em pacientes do sexo feminino e 42,9% no sexo masculino, sendo as faixas etárias mais acometidas a de 1 a 4 e 60 anos e mais (mediana 26 anos), com 28,6% e 23,8% dos óbitos, respectivamente.

Foram registrados 51 óbitos por SRAG. Destes, 41,8% (21/51) foram causados por influenza (A H1N1), 3,9% (2/51) por outros agentes etiológicos, 15,7% (8/51) não tiveram a etiologia especificada e 39,2% (20/51) em investigação.
O Ceará deve receber até amanhã mais 720 mil doses da vacina contra Influenza (H1N1). As doses fazem parte do quarto lote de vacina destinado para o Estado.
Outras 176 mil unidades já haviam chegado no dia 27 de abril.A coordenadora de Imunização da Secretaria da Saúde, Ana Vilma Leite Braga, destaca a distribuição das doses para os municípios cearenses.

Segundo Ana Vilma Leite Braga, com o envio de um novo lote de doses da vacina o Ceará deve atingir a meta de vacinação dentro do prazo previsto.
Ana Vilma Leite Braga revela que o Ceará é o Estado que registrou o maior número de vacinas conta a gripe até agora no Nordeste e o quarto no Brasil.

O Ministério da Saúde liberou o 4º lote de vacina para Fortaleza, que deverá ser distribuído neste sábado.A Campanha de Vacinação segue imunizando os grupos prioritários: Pessoas com 60 anos ou mais; Crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias); Gestantes; Puérperas (até 45 dias após o parto); Trabalhadores da Área de Saúde que atuam no enfrentamento às influenzas; Professores das escolas públicas e privadas (mediante comprovação profissional); Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (estes deverão apresentar uma receita, recente, de medicação que comprove a situação clínica, ou declaração médica).

A SMS informa que a população poderá encontrar atendimento para os casos de gripe nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e postos de saúde.

A senhora aguardava uma vaga na UTI em Sobral quando não resistiu aos sintomas.

Uma senhora de aproximadamente 60 anos de idade faleceu no último final de semana no Hospital São Lucas de Crateús sob o diagnóstico de gripe H1N1. Outras duas pessoas com sintomas suspeitos estão sendo observados na cidade. De acordo com o diretor do Hospital, Marcos Granemann, a senhora aguardava uma vaga na UTI em Sobral quando não resistiu aos sintomas.
O caso de Crateús está entre os 21 óbitos confirmados pela doença e os 51 casos de morte por gripe de 2018 no Ceará.

A orientação dos especialistas é a adoção de cuidados simples como medida de prevenção como lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, além de evitar locais com aglomeração de pessoas.


Nathan Loyola – Portal Sertões


Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire